Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > GREVE NAS FEDERAIS

Do silêncio para o engajamento

Por lgarcia em 17/10/2001 na edição 143

GREVE NAS FEDERAIS

Victor Gentilli

Já são quase dois meses de greve de servidores e docentes nas universidades federais. Como já observado aqui, nas primeiras semanas a mídia adotou uma posição de silêncio, como se a greve não existisse, como se as universidades federais não merecessem notícia, nem mesmo quando param suas atividades.

Quando o risco do segundo semestre de 2001 ser perdido tornou-se real, quando o vestibular deste ano passou a correr risco de não se realizar, a imprensa continuou muda e caladinha.

Foi preciso que o ministro da Educação suspendesse o pagamento dos salários, basicamente pelos motivos apontados acima, para que a mídia percebesse que algo ocorria no ensino superior público. Mas a grande pauta da realidade do ensino público federal ainda está por ser feita.

Cabe uma entrevista com o polêmico reitor da UFRJ, cujas idéias não são para ser descartadas in limine. E também algumas verdades ignoradas por Veja. A Carta ao Leitor da última edição de Veja é simplesmente falsa. Se o silêncio incomodava, o pool de cobertura parcial que apresenta apenas a versão do ministro Paulo Renato Souza incomoda muito mais.

A sociedade, esta simplesmente desconhece a realidade.

    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem