Terça-feira, 24 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº963

PRIMEIRAS EDIçõES > SADDAM PRESO

Domingo quente, notícias frias

Por lgarcia em 16/12/2003 na edição 255

SADDAM PRESO

Alberto Dines

O porteiro veio trazer os jornais e logo avisou: "Prisão de Saddam, só amanhã…" Ele não vê a CNN nem a BBC, não é o que se chama um leitor qualificado, ouve apenas as rádios locais. Por suas mãos passa todos os dias quase uma centena de exemplares que raramente lê mas já é um expert em matéria jornalística: aprendeu que domingo é dia de notícia fria.

Seria impossível aos matutinos brasileiros, americanos ou europeus incluir a notícia da captura do ditador iraquiano em suas edições dominicais. O fato ocorreu cerca das 20 horas de sábado (15 horas em Brasília) mas a notícia só foi liberada horas depois, em plena madrugada de domingo, quando os captores confirmaram a identidade do prisioneiro [veja notas no Monitor da Imprensa, nesta edição].

Os âncoras americanos já estavam em seus estúdios enquanto os telespectadores ainda dormiam, os sites dos semanários já pipocavam com as novidades e nas suas edições impressas (que circulam na segunda-feira), as capas já estavam sendo trocadas. Se a notícia fosse ruim a velocidade seria a mesma.

O grave desta história é que o leitor brasileiro já está condicionado para não esperar dos jornalões dominicais qualquer tipo de agilidade. Seja em matéria de atualidade esportiva ou internacional. Como diz a velha piada, no dia em que o mundo acabar, seremos os últimos a saber.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem