Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS

Dono de TV é preso e solto no Líbano

Por lgarcia em 16/12/2003 na edição 255

VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS

O diário libanês an-Nahar, com sede em Beirute, noticiou que Tahsin Khayyat, dono de um canal de TV nacional, detido após suspeitas de que tenha contatos com Israel, foi libertado sem que se comprovassem as acusações.

Agentes militares da inteligência prenderam Khayyat no dia 6/12. O dono e CEO da emissora New-TV ficou sob custódia por 25 horas, de acordo com o Jerusalem Post [10/12/03]. O milionário libanês disse que sua detenção objetivava silenciar seu canal pelo tom crítico em relação à corrupção no governo do país. A investigação foi "ingênua e antiprofissional", disse Khayyat. "Os métodos são sujos e tentam roubar informações do suspeito sem que tenha sido acusado".

Um funcionário do governo disse que as transmissões da New-TV não serão afetadas a menos que as investigações provem que as acusações contra Khayyat são válidas. O magnata disse a uma multidão de jornalistas reunidos ao lado de fora da redação que a New-TV se compromete a expor escândalos de corrupção no Líbano.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem