Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Dono de TV é preso no Líbano

Por lgarcia em 09/12/2003 na edição 254

TELETIPO

Agentes de inteligência militar do Líbano prenderam em Beirute o proprietário da emissora New-TV, Tahsin Khayyat, sob acusação de estar colaborando com israelenses e de prejudicar a relação do país com vizinhos. Os libaneses estão tecnicamente em guerra com o estado judeu e a colaboração com ele é crime. Apesar de ter audiência pequena, a New-TV ficou famosa por suas duras críticas ao primeiro-ministro Rafik Hariri. Um funcionário do governo disse à AP [6/12/03] que a emissora de Khayyat não deverá sofrer interferência, a menos que as acusações contra ele sejam comprovadas. Em 2002, as autoridades fecharam a popular emissora de televisão Murr e sua rádio afiliada Monte Líbano por violação de lei que rege propaganda política.

Não se sabe se o combate entre o Exército americano e tropas rebeldes iraquianas na cidade de Samarra, no domingo, 29, causou a morte de civis. Mas é certo que causou muita controvérsia. Os militares afirmam que o ataque matou 54 combatentes iraquianos e nenhum civil. A contabilização das vítimas foi bem diferente de acordo com os hospitais e com pessoas que testemunharam o ataque: não mais de oito iraquianos mortos, incluindo civis, e dezenas de feridos. Um dia após o incidente, grande parte da imprensa americana divulgou o número apresentado pelos militares como fonte oficial, mas diversos jornais destacaram a discrepância entre o boletim oficial e o número divulgado pelos hospitais e testemunhas iraquianas. Informações da Editor & Publisher [3/12/03].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem