Terça-feira, 23 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

E se fosse no governo Lula?

Por lgarcia em 30/10/2002 na edição 196

OMISSÃO DA MÍDIA

José Cronemberger Filho (*)

José Renato M. de Almeida (**)

O jornalismo comprometido ou chapa-branca poderá ser mais bem percebido durante o novo governo.

Imagine se, no governo Lula, acontecesse ameaça de apagão e necessidade de racionamento, só ocorrido durante a Segunda Guerra Mundial! Se, como aconteceu, devido a trapalhadas do ministro de Minas e Energia, pela surdez ou falta de memória do presidente, que não ouviu ou não lembrou dos alertas dos especialistas, o país ficasse sob o risco de um colapso energético! Depois, que a população fosse obrigada a pagar mais caro para compensar as perdas das companhias distribuidoras, por tempo indeterminado! Seria irresponsabilidade, incompetência ou falta de preparo? Imagine o que iriam dizer se fosse Lula o presidente! Pois foi exatamente assim no (des)governo dose-dupla de FHC e o tucanato de Serra. E aí, quem é o despreparado?

Imagine se, no governo Lula, o Brasil enfrentasse uma epidemia de uma doença secular, previsível, por falta de providências básicas (e baratas) por parte do Ministério da Saúde. Dengue, por exemplo! Se o governo gastasse milhões de reais em propaganda política, cortando recursos do programa de combate à dengue! Com os índices de contaminação chegando à epidemia, assustando a população! E que com mortes nas principais cidades, milhares de pessoas contaminadas vivendo sob o risco da dengue hemorrágica numa reincidência! O que iriam dizer? Foi exatamente o que houve na (con)gestão FHC-Serra & Cia. Houve despreparo ou incompetência?

Imagine se, durante o governo Lula, encontrássemos os hospitais públicos superlotados, filas quilométricos de pacientes, muitos em estado grave, alguns morrendo por falta de atendimento! Nos corredores os médicos escolhem, numa "lista de Schindler" tupiniquim, quem pode ser salvo, pois é preciso definir prioridades já que, apesar de a CPMF carrear para os cofres públicos mais de 18 bilhões de reais por ano, os serviços de saúde continuam sem os recursos necessários! Muitos doentes são abandonados à própria sorte. Faltam médicos e UTIs. Diriam que é despreparo ou incompetência da equipe do governo? Pois é exatamente este o quadro da saúde resultado da (con)gestão Serra-FHC. O Brasil não agüenta mais quatro desse tipo de político "preparado".

Imagine se, no governo liderado pelo PT, o presidente resolvesse passar por cima da Constituição, pleiteando um segundo mandato não-previsto na lei e, para isso, convencesse congressistas a modificarem a Constituição, seguindo os passos de um outro presidente sul-americano (Menem), que afundou a Argentina em três mandatos sucessivos! Iriam taxar o PT de partido com pretensões ditatoriais, de comunistas ávidos de poder e outros rótulos impublicáveis.

Pois foi exatamente o que se deu na ditadura-branca tucana de FHC e seu inseparável escudeiro José Serra. E da pior maneira, com compra de votos de deputados e senadores! Depoimentos de alguns congressistas revelaram o preço "normal" de R$ 200 mil por voto, sendo que alguns reclamaram por estarem cotados entre votos mais "baratos"! Certamente, despreparo e incompetência do grupo de apoio ao governo FHC. Teria sido corrupção? Por que a mídia esqueceu tão rapidamente dessa sujeira?

E se no governo de Lula a dívida pública aumentasse cerca de 10 vezes? Com grave degradação da economia do país: índices de desemprego nunca vistos, números recordes de empresas quebradas! Os ricos ganhando mais e os pobre perdendo sempre. O país com o pior índice de distribuição de renda do mundo! A moeda de desvalorizando abaixo da de paises falidos por sucessivos governos corruptos, como a Argentina. E se o país ficasse refém do capital especulativo, em caos econômico causado por medidas estranhas arquitetadas nos gabinetes do Ministério da Fazenda e do Banco Central? E se o Brasil se tornasse o país com a maior taxa de juro real ao ano do mundo (9,7%) ? descontada a inflação ?, seguido da Polônia (8,4%), da Turquia (6,1%), de Hong-Kong (5,2%), conforme dados do IPCA/IBGE, enquanto o juro médio dos países ditos emergentes é de 1,7% em setembro/2002? Iriam acusar Lula de despreparado e incompetente? Foi exatamente o que aconteceu na crise anunciada de janeiro/1999 e se repete em 2002 no desgoverno patético de FHC-Malan. É por incompetência ou despreparo?

Exercício da democracia

Por que os analistas econômicos e a mídia em geral não alardeiam isso claramente, como certamente fariam se fosse uma administração do PT?

Se no governo de Lula as universidades públicas fosse sucateadas e abandonadas à própria sorte, com greves constantes? Acusariam Lula e o PT de despreparo. Ora, não foi isso que aconteceu na era FHC? Preconceito é falta de argumento ou idiotice cultural?

E se a má condução da economia num governo petista propiciasse um desemprego histórico, bem diferente dos discursos de campanha, em que o candidato prometeu gerar empregos, tal qual seu afilhado político na campanha atual? Emprego era um dos cinco dedos que FHC mostrava ? e ele tem todos ? em sua primeira campanha. Seria despreparo ou incompetência? Não foi isso que aconteceu no (des)governo FHC-PSDB?

Se no governo Lula o poder caísse nas mãos das velhas raposas das oligarquias do PFL e da banda podre do PMDB… Se o presidente recebesse ordens de aliados que lhe dão apoio, tipo ACM e Jáder Barbalho… Se seu líder no Senado Federal (Arruda) fosse autor de fraude no painel de votação do Senado para inconfessáveis intenções e mentisse, descaradamente, diante o plenário do Congresso e à nação… No mínimo chamariam Lula de fraco, corrupto, conivente e incapaz. Entretanto, foi isso que ocorreu no governo dose-dupla do "estadista" FHC e seu grupo de apoio, Serra incluído. Seria por despreparo ou incompetência?

E se o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva mergulhasse num troca-troca de cargos e verbas? Em desconfianças de corrupção endêmica, com denúncias diárias de desvio de verbas e recebimento de propina durante o festival de "privatizações"? E se houvesse denúncias envolvendo o ministro (como se chamava o ministério na época, Planejamento ou Integração e Desenvolvimento? O nome foi alterado após a saída de Eduardo Jorge), atormentado por gravações telefônicas clandestinas, abafadas às custas do Tesouro Nacional? Entretanto, foi isso o que ocorreu no (des)governo-repetição de FHC e do versátil tucano Serra. Isso se deveu a despreparo ou incompetência?

E se acontecesse, digamos, 10% disso no governo Lula? Seria incompetência ou despreparo?

O preconceito já fez muito mal ao país, à nossa saúde e aos recursoS da nação. Basta! Espero que a imprensa exercite a democracia a partir das discussões abertas que o Observatório da Imprensa e alguns núcleos de jornalismo têm proporcionado.

(*) Analista de Sistemas; (**) engenheiro mecânico; Salvador (BA)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem