Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Escândalo na Polônia

Por lgarcia em 15/01/2003 na edição 207

TELETIPO

A Gazeta Wyborcza, maior jornal polonês, publicou transcrições de encontro entre seu editor, Adam Michnik, com o produtor de filmes Lew Rywin, que alegava falar em nome do governo polonês ao dizer que a lei de propriedade de mídia poderia ser mudada caso a Gazeta pagasse US$ 17,5 milhões. A lei atual proíbe a propriedade cruzada e a mudança beneficiaria o jornal, interessado na compra de uma emissora de TV. Michnik gravou a conversa e as divulgou no diário. Segundo Ian Traynor [Guardian, 2/1/03], o presidente Alexander Kwasniewski descartou as alegações do produtor, mas disse que um inquérito parlamentar pode ser necessário para apurar o escândalo.

Relatório da Comissão Federal de Comunicações (FCC, sigla em inglês) dos EUA mostra que entre junho de 2001 e junho de 2002 as operadoras de TV a cabo dos EUA conseguiram apenas 250 mil novos assinantes. A TV por satélite atraiu, no entanto, 2 milhões de clientes no mesmo período, e hoje já contam com 18 milhões de assinantes, contra 68,8 milhões da TV a cabo. O aumento da competitividade serve de argumento para companhias interessadas em fusões para que leis antitruste sejam alteradas ? o que, de fato, está em estudo. A Reuters [31/12/02] destaca que a FCC constatou aumento de 6,3% das tarifas de TV a cabo, bem acima da inflação de 1,1% do período.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem