Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1059
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Estúdio milionário

Por lgarcia em 25/09/2002 na edição 191

TELETIPO

A CNN inaugurou seu novo estúdio de US$ 15 milhões em Manhattan. Com 185 m2 e uma parede de vidro à prova de bala para a rua, a nova instalação abriga American Morning, telejornal matutino apresentado por Paula Zahn. O estúdio deu muita margem a ceticismo, principalmente porque tem de ser controlado a partir de uma central que fica a mais de um quilômetro de distância e porque deixará de ser usado no fim de 2003, quando a AOL Time Warner, dona da emissora, inaugurará nova sede. Contudo, para a CNN, o investimento é válido: o comando à distância, garantem, não é problema, e o pouco tempo de uso se justifica pela disputa com a líder de audiência Fox News no importante horário da manhã. As informações são da Variety [16/9/02].

A auditoria Nielsen Netratings informa que o número de americanos que usam a internet no trabalho chega a quase 46 milhões (dentre aproximadamente 266 milhões de habitantes). Em agosto, o número de internautas havia crescido 17% num período de um ano. Isso mostra que, apesar do abismo em que caíram os negócios ligados à rede, o interesse por esse veículo continua crescendo fortemente. Do total aferido, os homens somam 25,3 milhões e as mulheres, 20,4 milhões. Segundo o Financial Times [12/9/02], no entanto, no uso doméstico, o público feminino é maior. O horário de pico de navegação no escritório é entre as 10h e o meio-dia, enquanto que nas casas é por vota das 20h.

O provedores de acesso à internet e a companhia telefônica estatal do Egito estão bancando a popularização da internet no país. O acesso discado é gratuito, como alguns provedores oferecem no Brasil, mas a hora de conexão telefônica não custa mais do que R$ 0,80. Espera-se com isso aumentar a população de internautas, que hoje é de apenas 1 milhão de pessoas, num total de 63 milhões de habitantes, dos quais apenas 6% têm telefone. A Síria planeja iniciar campanha semelhante no fim do ano, segundo Media Life [9/9/02]. Em todo o Oriente Médio, há apenas 4,3 milhões de usuários da rede.

Todos os comentários

Siga o Observatório da Imprensa
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Termos de Uso
x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem