Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > SILVIO SANTOS

"Estou para morrer…"

Por lgarcia em 31/01/2001 na edição 106

MÁRIO COVAS

Li o artigo com a certeza de que ainda existem na imprensa brasileira jornalistas preocupados com a ética e com o serviço de informar. Sugiro um artigo sobre o desempenho dos médicos no mesmo caso, com a sua avidez de aparecer, com a divulgação de informações sigilosas e ainda com o respaldo do CRM atestando o seu comportamento.

Joel Kriger

É deplorável a confusão que a maioria dos profissionais de imprensa faz entre o dever de informar e a necessidade de vender suas notícias. A publicação da foto do governador Mário Covas sendo praticamente arrastado por assessores (seus pés estão inertes) é um ultraje absolutamente desnecessário. Na foto pode ser vista uma mancha na calça, possivelmente de urina, nada incomum em alguém atacado por câncer e sob efeito de muitos medicamentos. É lamentável a sedução pela decadência física (sem qualquer elegância) que esta maldita doença provoca. Se se trata de uma pessoa pública tanto melhor, a "novela" terá mais audiência, afinal nós brasileiros não somos bons em novelas, talvez os melhores do mundo já que as exportamos para vários países? Mas há pessoas sofrendo? "Fuck them", vamos vender nossos pasquins e aumentar as tiragens. Parem as rotativas!!! Posso falar ex cathedra, meu pai morreu de câncer após uma luta de três anos. Foi vencido mas não derrotado, tal e qual Mário Covas luta até o final, como tantas outras vítimas desse mal.

Antes de tirar a vida, o câncer tira a dignidade das pessoas, e parece haver um grande público para assistir a essa luta injusta, tal e qual ocorria no Coliseum quando cristãos eram jogados aos leões. Todos sabiam o resultado final, mas as arquibancadas lotavam. Panis et circencis. Nelson Rodrigues disse que o povo gosta de sangue e excremento. É verdade!

Ave, Ave, Ave, Mário Covas.

Antonio Rayol

Primeiro queria mandar-lhe um abraço, caro Luiz Antônio Magalhães, pelas sempre serenas opiniões (sou um "devorador" dos seus artigos). Mas, a respeito do seu artigo de 17/1, "A novela da morte de Mário Covas", apesar de ter concordado, "de cabo a rabo", como diz meu pai, queria apenas fazer uma ressalva: o modo como foi colocado o título me pareceu ir de encontro a todo o conteúdo do artigo. Será que foi uma ironia que não consegui captar? Um grande abraço !

Gontran

Senhores, diria ao Sr. Mário Covas, governador de São Paulo, o seguinte: "Governador, relaxe, ainda tem muito chão pela frente." Com isso digo que viva os momentos e que exerça com a dignidade que lhe é peculiar o mandato ganho numa árdua batalha para comandar São Paulo. Aos repórteres, diria: "Quem não tem na vida um amigo, parente, vizinho, enfim, alguém conhecido que não sofra desse mal? O respeito à dor é necessário."

Aloísio Costa

Sou estudante do quarto ano de Jornalismo e me identifiquei com o tema abordado no artigo. Recentemente, realizei um trabalho sobre a folhetinização da informação, no qual estudamos o comportamento da Folha de S. Paulo frente ao caso do submarino Kursk. Depois de analisadas as inúmeras páginas dedicadas ao acidente, chegamos à conclusão de que foi criada uma "novelinha" para atrair o leitor a cada dia, além de diversas suposições sobre o desenrolar da história. Era gasta, pelo menos, uma página ao dia sobre o assunto, sem que houvesse nova informação. Como minha professora disse, "os jornais sérios estão se banalizando para vender mais".

Atualmente, os valores reais de informar são esquecidos para dar vazão ao ato de "desinformar e vender cada vez mais". Não se respeita a pessoa que é notícia, nem a que lê o jornal!

Quanto à postura do povo, acredito que não prefira banalização e futilidade. O que acontece é que, na maioria das vezes, só encontra isso. É só dar uma "zapeada" e verificar o que as emissoras veiculam como opções aos domingos, por exemplo.

Débora Alaguera

O caso da doença do governador Mario Covas pode ser considerado uma preparação por parte da mídia para um estado de comoção já verificado em outros episódios. Cito aqui a morte de Ayrton Senna, que se transformou num dos maiores eventos já transmitidos ao vivo pela Rede Globo, com direito a trilha sonora e tudo mais. O que está ocorrendo com Mario Covas é um verdadeiro escárnio contra a figura de um homem público forte e transparente em suas ações.

Talvez seja culpa do próprio governador em querer manter informada a população paulista sobre o estágio de sua doença. Há que se destacar também a vaidade da equipe médica que o assiste. Afinal de contas os holofotes seduzem.

Antonio Luis Magalhães

PREVIDÊNCIA SOCIAL

O Sr. João Rosendo, presidente da ABOP (entidade que congrega aposentados), declarou, na rádio CBN, que a previdência social arrecadou, em 2000, 128 bilhões e pagou 114 de benefícios. Por que falar em déficit? Isso sem falar que a arrecadação é de todos os trabalhadores da ativa mais contribuições das empresas. E que, nas despesas, estão incluídas as aposentadorias rurais, de políticos, funcionários públicos e todos aqueles que nunca contribuíram. Quer dizer que, se de um modo geral apresenta superávit, imagine se fizéssemos a conta apenas das receitas/despesas do grupo de trabalhadores da ativa e aposentados, aqueles que realmente contribuem? Não se é contra a aposentadoria do Funrural, por idade e similares, mas o seu custeio deve vir do Orçamento: conta a pagar pela sociedade.

Edivan Batista Carvalho, 43 anos, casado, bancário

SILVIO SANTOS

Muito engraçado o texto do Sr. Alexander Bernardes Goulart, intitulado "Show do milhão, o imaginário de Sílvio Santos". Parece que o autor tem certa prevenção contra Silvio Santos, pelo menos é o que se pode deduzir não nas entrelinhas, mas claramente. Começa falando sobre o "império" por ele construído ? para mim, império é o das Organizações Globo (rádio, revistas, jornal, TV etc.), e segue então discorrendo sobre o programa Show do Milhão. Qual o problema em que este programa se torne "mania nacional"? Por acaso as novelas e programas da Rede Globo não são constantemente alardeados como líderes de audiência, campeãs de ibope e fartamente divulgadas em revistas? Se ele vende ilusão, programas como 8 ou 800, O céu é o limite, No limite e tantos outros que povoaram ou povoam a telinha também a vendem, em muitos outros canais que não o SBT. Ah, sim! é necessário se comprar uma revista para concorrer, exatamente como a revista vendida, digo "patrocinada" pela Rede Globo durante a copa de 2000, com direito a muitos carros ou o bondoso Papa Tudo, que realmente cumpriu o que seu nome pregava!!

Vender ilusões, riqueza, fruto da sorte com isenção de esforço, quem? Sílvio Santos ou os diversos governos com suas loterias, raspadinhas e bilhetes? Ganhar dinheiro ou algum prêmio não é e sempre será um atrativo para qualquer programa? Eu ganhei um avião de montar do Capitão Aza, na Tupi!

Se Show do Milhão tem inspiração em programa do exterior é como esquecer que Super Market, Vila Sésamo, Gente inocente e tantos outros também o são, inclusive No limite.

Sim, Silvio Santos tem sido por toda sua vida um vendedor criando uma empresa sólida, se não aceita veicular programas que dêem prejuízo é porque realmente é um comerciante inteligente. Qualquer comerciante em qualquer tipo de comércio que cometa esta burrice está fadado à falência. Mesbla, Mappin, TV Manchete, burrice e roubo destroem qualquer comércio. Então ele vendia refrigerantes a quem tinha sede, carteiras plásticas para título eleitoral em época de eleições, ou seja, supria a demanda, é uma prova de competência, ainda bem que ele não era o tipo boçal que vende sorvete durante o inverno em praias do Rio Grande do Sul, ou aquecedores no sertão do Nordeste…

Não é todo mundo que pode manter programas fadados ao fracasso, graças ao forte capital e impulso da "automídia". Ana Maria Braga quebrou a cara? É só aparecer na Caras, Ricos e Famosos, no Vídeo Show, e pronto! Sempre lembrada, a rainha das 11 horas. Reis e rainhas sem trono são o constante da Rede Globo, quando atrações com horários nobres se rendem à riqueza e nobreza e se sujeitam a programas e horários ridículos, só para terem o plim plim no sobrenome. Quem via Serginho Groissman, Jô Soares, Ana Maria Braga, Luciano Hulk, Fausto Silva e tantos outros em outros canais certamente deve fazer como eu faço: QUEM? Nem lembro, está sumido, se vendeu e mudou…

Se Silvio Santos é um comerciante, e bem-sucedido, parabéns para ele. Devo acreditar que a família Marinho e demais proprietários de TVs e rádios também não o são? (algumas realmente não precisam ser bem-sucedidas, basta receber "contribuições" do Estado). O que dizer do jabá descarado e ridículo que impõe cenas completamente sem sentido em novelas, apenas para anunciar produtos? O jabá descarado em programas infantis ? de todas as emissoras ? mostrando tudo que papai e mamãe devem dar à criancinha educada e estudiosa, sob pena de arderem no inferno??? Ah, aqueles trabalhadores pobres e desesperados atrás de financiamento e pontas de estoque para adquirir "aquela boneca" que toda menina deseja ter para ser uma igual em um mundo que aumenta as diferenças… Compre o CD com a trilha sonora da "sua" novela, comércio ou cultura?

Vai me dizer então que TODAS as TVs são movidas pelo ideal da educação? Vai me fazer acreditar que o canal Futura (Net), uma das maiores enganações que já vi no Brasil, é o canal da educação???

Pessoalmente invejo Sílvio Santos, não a inveja idiota e mesquinha, mas sim, sua capacidade de luta, de mudar e ousar ? lembram quando o prato principal eram os filmes exibidos em 3 horários diferentes, com direito a telefonemas para que o telespectador ganhasse prêmios? Muitos apostaram que a TV SS não sobreviveria, doce engano; enquanto outros "impérios" foram para o lixo o SBT está por aí, incomodando e sendo assistido.

Sílvio Santos vem aí, vini, vindi, vinci!!

Pensando em Show do Milhão, que tal lançar um CD-ROM com toda a maracutaia que atualmente ronda o país, sucesso na certa e sem direitos autorais?

Sergio Luis dos Santos, aquele do Brasil com S


Leia também

A novela da morte de Mário Covas ? L. A. M.

O imaginário de Silvio Santos ? Alexander Bernardes Goulart

Volta ao índice

Caderno do Leitor ? próximo bloco

Caderno do Leitor ? bloco anterior


Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem