Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1024
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

é exemplo de baixo jornalismo

Por lgarcia em 05/10/1999 na edição 76

Ação afirmativa

O artigo de Fernando Conceição,
“O debate ganha corpo” [ver remissão abaixo ], discute muito
bem a necessidade de correção dos erros da exclusão
social. Não basta reconhecer as discriminações e seus
efeitos danosos, é necessário corrigir imediatamente esses
efeitos com ações afirmativas. Por elas, a sociedade como
um todo reconhece seu erro e se dispõe a diminuir as diferenças
existentes: no caso, determinando que 50% das vagas nas universidades públicas
sejam reservadas aos alunos das escolas públicas de segundo grau.

 Dizer que isto é uma
ação demagógica é ignorar que a grande maioria
dos alunos das escolas públicas, embora possa estar bem preparada,
não tem dinheiro para se “adestrar” e aprender os truques necessários
para “passar no vestibular”. Dizer que os negros não “precisam de
proteção”, porque são capazes de lutar, é ignorar
que integram o contingente dos mais pobres em maior proporção.
Dizer que as mulheres não precisam da proteção de
leis afirmativas, porque são agentes de sua própria dominação,
é ignorar que ainda recebem salários menores por trabalhos
iguais. Etc. etc.

 Assim, as ações
afirmativas são o caminho mais claro de reconhecimento de que uma
parte da sociedade se beneficiou indevidamente da exclusão de outra
e que deve subsidiar socialmente a sua inclusão.

Vera
Silva


 

 

LEIA TAMBEM

Jornalismo
imaginário

Enecom
1
e 2

O
debate ganha corpo


 

 

 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem