Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Exigências atendidas

Por lgarcia em 12/06/2002 na edição 176

TELETIPO

Mais de 3.300 jornalistas da Noruega fizeram greve durante nove dias devido a desacordo com os patrões com relação a férias. Muitos editores, que não participaram do movimento, tiveram de substituir repórteres para produzir notícias nas mais de 130 empresas de mídia afetadas. A exigência de quinta semana de férias remuneradas para todos os profissionais foi atendida. Jornalistas seniores com 15 anos de serviço ainda terão dois dias adicionais de descanso e os com 18 anos, três dias. Também foi acertado aumento salarial médio de 8000 coroas (cerca de US$ 1000 ? mais que ganham muitos jornalistas no Brasil). As informações são da AP [3/6/02] e do NorwayPost.com [9/6/02].

A ex-modelo, ex-playmate e ex-mulher do milionário do petróleo J. Howard Marshall, Anna Nicole Smith, vai protagonizar um reality show no canal E!Networks nos Estados Unidos. A partir de agosto, os telespectadores poderão acompanhar a vida da celebridade em sua casa em Los Angeles, em programa da linha de The Osbournes, que faz muito sucesso na MTV. Anna foi casada com Marshall por 14 meses nos anos 90. Quando se conheceram, ela tinha 24 anos e dançava de topless e ele tinha 86 anos. Em março ela conseguiu na Justiça ganhar do filho do milionário US$ 88 milhões da herança. O filho de Anna, de 16 anos, e sua assistente, Kim, que tem a imagem da patroa tatuada no braço, devem ajudar a abrilhantar The Anna Nicole Smith show, informa a Reuters [29/05/02].

O ator vietnamita Don Duong, que trabalhou com Mel Gibson do filme We were soldiers, jura que nunca mais participará de produções estrangeiras. Ele diz não agüentar mais as críticas que sofre em seu país pela atuação como comandante comunista em batalha contra os americanos no Vale Ia Drang, em 1965. Segundo jornais estatais do Vietnã, a fita passa uma imagem ruim dos soldados comunistas. "Fiquei muito orgulhoso de trabalhar com Mel Gibson. Era função do diretor e não minha determinar a natureza do filme", defende-se Don, que diz que, quando foi recrutado para o longa-metragem, o diretor, Randall Wallace, e o autor do livro no qual se baseia a trama, general Harold Moore, garantiram que seu papel era de um homem bravo que liderava seus soldados para a vitória. As informações são da AP [30/5/02].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem