Domingo, 24 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > THE WASHINGTON POST

Falta clareza

Por lgarcia em 15/08/2001 na edição 134

THE WASHINGTON POST

Na coluna do dia 5 de agosto, Michael Getler, ombudsman do Washington Post, aborda as dificuldades dos jornalistas em explicar e contextualizar certas reportagens.

Com o predomínio de assuntos como tecnologia e finanças no noticiário atual, os jornalistas têm que enfrentar o desafio de tratar temas complexos com a clareza necessária para o entendimento de todo o público.

"Os paradoxos diários são confusos", reconhece Getler. "Por que o desemprego crescente impulsiona a bolsa de valores? Quantas vezes você viu reportagens sobre projetos de lei no Congresso que revelam os vencedores e os perdedores políticos sem detalhar qual é o projeto e o que ele significa para você?", questiona.

Esta dificuldade de expor claramente os acontecimentos pode até mesmo alienar os leitores, ressalta o ombudsman ? algumas matérias parecem ter sido escritas para o círculo de fontes e colegas do jornalista ou para especialistas.

A propósito do assunto, Getler relata que alguns leitores reclamaram das reportagens do Post sobre a queda fatal de Katharine Graham. Segundo eles, o jornal não informou as circunstâncias em que o acidente ocorreu nem os detalhes médicos, o que certamente fariam se a vítima fosse outra pessoa que não a proprietária do Post. Para o ombudsman, os leitores levantam uma postura legítima. O editor Len Downie, no entanto, defende que não havia nada de relevante a acrescentar às matérias.

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem