Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > THE WASHINGTON POST

Faltou mencionar…

Por lgarcia em 26/02/2003 na edição 213

THE WASHINGTON POST

A coluna de 16/2/03 do ombudsman do Washington Post, Michael Getler, chama atenção, entre outras coisas, para o tipo de enfoque que o jornal deu à gravação de Osama bin Laden que o secretário de Estado americano Colin Powell usou para afirmar que o líder da al-Qaeda tinha ligação com o Iraque.

Getler critica o Post, com matéria intitulada "Bin Laden convoca iraquianos às armas", por não ter mencionado algumas informações destacadas por outros jornais, como o fato de que bin Laden, em certo ponto da fita, chama Saddam Hussein e seu partido, o Baath, de "infiéis" e "socialistas", que falharam em reviver os ideais islâmicos e que há muito perderam sua legitimidade. O Philadelphia Inquirer, por exemplo, foi claro ao afirmar que "ele não demonstra nada além de desprezo" pelo ditador iraquiano.

Outros diários também incluíram depoimentos de especialistas que questionam a ligação entre Saddam e bin Laden. Alguns chamavam a atenção para o fato de que a fita era mais um lembrete de que a al-Qaeda é uma ameaça maior que o Iraque para os americanos, e que o terrorista saudita poderia estar satisfeito em ver que os EUA iriam derrubar um de seus inimigos e que, com isso, conseguiria mais recrutas para seu bando por conta do ataque americano ao mundo islâmico.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem