Terça-feira, 22 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº955

PRIMEIRAS EDIçõES > ***

“Famílias Fasano e Carta divulgam nota conjunta”, copyright Agência Estado, 16/09/03

Por lgarcia em 30/12/2003 na edição 257

“As famílias Fasano e Carta divulgaram nota conjunta em
que lamentam a trágica fatalidade da morte do jornalista
Andrea Carta, diretor-responsável da edição
brasileira da revista Vogue ocorrida nesta madrugada na casa do
empresário Rogério Fasano, nos Jardins. Afirmam que
as todas as medidas foram tomadas e que as autoridades responsáveis
pela apuração do caso terão acesso a todas
as informações necessárias. E enlutadas, as
duas famílias agradecem as manifestações de
apoio e solidariedade de forma conjunta.”

“Associação lamenta a morte de Andrea Carta”, copyright
Agência Estado, 16/09/03

“A Associação Nacional dos Editores de Revistas (ANER)
distribuiu um comunicado à imprensa lamentando a morte do
jornalista Andrea Carta. O comunicado é assinado pelo presidente
da entidade, Carlos Domingo Alzugaray (Caco).

Este é o texto:

?É com enorme dor que manifesto, em nome da Associação
Nacional de Editores de Revistas, o meu mais profundo pesar aos
familiares do jornalista Andrea Carta, editor responsável
pela Carta Editorial, pelo seu falecimento.

Andrea deixa sua empreitada jornalística em seu melhor momento.
Guerreiro dos melhores deste nosso difícil campo de batalha
editorial, Andréa venceu, e deixa a Carta Editorial e seus
títulos Vogue em rota vitoriosa para a continuidade de sua
família.

O querido Andrea, que repetia com orgulho que sua editora era prima
da Editora Três, ouvia de mim, ?com muito orgulho?.

O pai de Andrea, Luis Carta, irmão de Mino, e o empresário
Fabrízio Fasano, fundaram, há 31 anos, com Domingo
e Catia Alzugaray, meus pais, a Editora Três.

A Carta Editorial é uma das nossas mais antigas associadas
da ANER, e, em nome de todos os nossos sócios, transmito
sentimentos de tristeza aos familiares e aos amigos da editora.?”

***

“Os últimos momentos da vida do jornalista Andrea Carta”,
copyright Agência Estado, 16/09/03

“O jornalista Andrea Carta, 44 anos, diretor-responsável
pela revista Vogue brasileira, jantou na noite desta segunda-feira
com seu amigo Rogério Fasano, no restaurante do recém-inaugurado
Hotel Fasano, nos Jardins, em São Paulo. Os dois eram amigos
de infância; seus pais, Luís Carta e Fabrizio Fasano,
eram amigos íntimos; e foram sócios na fundação,
no início dos anos 70, da Editora Três, juntamente
com Domingo Alzugaray.

Durante o jantar e depois dele, foram consumidas várias
garrafas de vinho. Andrea estava visivelmente bêbado. Pediu
mais uma garrafa. Rogério convenceu-o a não tomar
mais aquela; sugeriu que todos fossem para suas casas, dormir, e
ofereceu a Andrea uma carona com o motorista dele, Rogério.

(As informações que constam dessa descrição
foram obtidas com amigos das famílias e testemunhas.)

Depois que seu motorista foi levar Andrea em casa, Rogério
foi para seu apartamento, na Rua Sarandi, também nos Jardins.
Todos os três locais – o hotel onde jantaram, a casa de Andrea
e o apartamento de Rogério – são próximos;
todos ficam nos Jardins, Zona Sul de São Paulo.

Andrea não quis ficar em sua casa. Pediu ao motorista que
o levasse até o prédio em que mora Rogério.
Ao chegar lá, insistiu com o porteiro em subir até
o apartamento do amigo, no quinto andar. Pelo interfone, Rogério
deu permissão para que Andrea subisse.

Andrea reclamou por não ter tomado mais uma garrafa de vinho
no restaurante do hotel da família Fasano. Queria tomar mais
uma então, ali na casa do amigo.

Discutiram.

Andrea disse que, se não fosse servido da nova garrafa de
vinho, se jogaria da sacada do apartamento. Fez menção
de subir no parapeito. Subiu.

Rogério pediu para ele parar com aquilo. Aproximou-se.

Andrea soltou os braços, desequilibrou-se, caiu.”

“Jornalista morre após cair de prédio em SP”, copyright
Terra (www.terra.com.br), 16/09/03

“O diretor da edição brasileira da revista Vogue, Andrea Carta, morreu na última madrugada após cair do 5? andar de um edíficio da Rua Sarandi, na região dos Jardins, em São Paulo. Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 3h da manhã de hoje e a vítima morreu na hora.

O apartamento pertence a Rogério Fasano, filho do proprietário do famoso restaurante Fasano. Segundo o 78? DP, que registrou o caso e comandará as investigações, a impressão inicial é de suicídio.

De acordo com depoimentos informais à polícia, Carta e Fasano foram vistos à noite no restaurante do empresário, discutindo. O jornalista teria bebido e estava gritando com Fasano, reclamando que não recebia atenção. Os dois eram amigos de infância.

De acordo com o porteiro do prédio de Fasano, Carta costumava freqüentar o lugar, mas sempre à noite.

Andrea Carta é sobrinho do também jornalista Mino Carta, e filho do já falecido Luís Carta, implantador das revistas Vogue Brasil e Casa Vogue.”

***

“Família de Carta pede compreensão à imprensa”, copyright Terra (www.terra.com.br), 16/09/03

“A família do jornalista Andrea Carta, morto na madrugada, divulgou uma nota à imprensa pedindo compreensão. O diretor da revista Vogue caiu da sacada do apartamento do amigo Rogério Fasano.

?Profundamente consternada com a fatalidade ocorrida nesta madrugada, a família do editor Andrea Carta encontra-se sem condiçoes de atender a imprensa e pede a compreensao dos meios de comunicaçao. Rogério Fasano e seus familiares compartilham da dor de perder um amigo de infância nesta situaçao trágica. Todas as medidas cabíveis já foram tomadas e as autoridades acompanham o ocorrido?, diz a nota.”

“Famílias Carta e Fasano divulgam nota sobre morte de Andrea”, copyright Último Segundo (www.ultimosegundo.com.br), 16/09/03

“As famílias Carta e Fasano divulgaram uma nota à imprensa conjunta na tarde desta terça-feira sobre a morte do jornalista Andrea Carta, 44 anos. Ele caiu nesta madrugada do 5? andar de um prédio nos Jardins, zona sul de São Paulo. O apartamento pertence ao empresário Rogério Fasano.

?Nota à imprensa

Profundamente consternada com a fatalidade ocorrida nesta madrugada, a família do editor Andrea Carta encontra-se sem condições de atender à imprensa e pede a compreensão dos meios de comunicação.

Rogério Fasano e seus familiares compartilham da dor de perder um amigo de infância nesta situação trágica.

Todas as medidas cabíveis já foram tomadas e as autoridades
acompanham o ocorrido.

Família Carta

Família Fasano

São Paulo, 16 de setembro de 2003?”

***

“Morte de Andrea Carta choca ?indústria do luxo? paulistana”, copyright Último Segundo (www.ultimosegundo.com.br), 16/09/03

“O jornalista Andrea Carta morreu na madrugada desta terça-feira ao cair do quinto andar de um prédio, de propriedade de seu amigo e empresário Rogério Fasano, na região
de Cerqueira César, em São Paulo, chocando a elite paulistana.

Segundo a Polícia Militar, quando a unidade de resgate chegou à rua Sarandi, onde fica o prédio, não havia mais nada a fazer. O caso está sendo investigado pela 78o Distrito Policial, dos Jardins, zona sul da cidade, e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

O empresário Rogério Fasano, que estava com o jornalista no momento da queda, é proprietário junto com sua família dos restaurantes Gero e Fasano, além do novo hotel Fasano.

De certa forma, ambos estavam ligados à indústria do luxo na cidade, atividades que herdaram de suas famílias italianas, um com publicações sofisticadas e o outro na área gastronômica.

A empresária e consultora de moda Costanza Pascolato, colaboradora da Vogue há 14 anos e amiga da família, lamentou a morte de Carta e destacou sua obsessão pela qualidade dos produtos que criava.

?Ele foi um trabalhador incansável?, disse Costanza à Reuters ao telefone. ?Ele sempre enxergava os talentos das pessoas e convencia pelo entusiasmo.?

Ela conta que os colaboradores sempre atrasavam o fechamento da revista, mas que, nesta edição, a pedido do diretor-responsável da revista, Ignácio de Loyola Brandão, todos se comprometeram a fechar na próxima sexta-feira, como havia pedido Carta, numa espécie de homenagem.

?Ele era uma gracinha, tinha bom gosto, era divertido. Seria um bon vivant se não tivesse esse peso (da editora) nas costas?, disse a consultora.

Segundo ela, as famílias Carta e Fasano eram amigas há décadas e Rogério e Andrea se conheciam desde que nasceram.

?Eles eram como irmãos, cresceram juntos. Um ouvia a opinião do outro sobre tudo, se ajudavam?, contou.

Elegância para elite

No meio editorial, Carta era visto como publisher de uma editora que prezava pela elegância e sofisticação, atendendo um público de alto poder aquisitivo.

?Com a Vogue ele investiu num nicho que é o de publicações segmentadas, muito difícil no Brasil. Fazia revistas de alta qualidade gráfica e vinha aumentando o leque de publicações?, disse o jornalista Matinas Suzuki Jr., presidente do portal iG.

?Ele também era um cara de promoções e eventos. Estava à frente de um grupo que movimentou muito a cidade de São Paulo, sempre em sinergia com as publicações?, afirmou.

?Andrea cresceu em redações. Gostava de jornalismo e jornalistas (…), a pauta era bastante ampla, trazendo informações de interesse da arte e da cultura.?

Loyola Brandão, escritor e diretor-responsável pela Vogue, emitiu um comunicado no início da tarde desta terça-feira lembrando que Andrea Carta aprendeu o ofício com o pai e atuava tanto na frente editorial quanto na comercial.

?(Do pai) ele herdou o gene de fazer revistas de qualidade?, disse em comunicado à imprensa, destacando que Carta começou a trabalhar na editora aos 18 anos como assistente de Casa Vogue. Sob seu comando, a editora ganhou outros títulos, como Vogue RG, Vogue Jóias, Vogue Beleza e Homem Vogue, entre outras.

Carta deixa a ex-mulher, Sandra Bighetti, e dois filhos adolescentes, Stefano e Luigi.”

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem