Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > INTERNET

Fernando Badô

Por lgarcia em 27/01/2004 na edição 261

INTERNET

“Internet paulistana também é metrópole”, copyright Folha de S. Paulo, 21/01/04

“Assim como São Paulo, que completará 450 anos no próximo domingo, os sites da internet que falam da aniversariante, em conjunto, também criam uma megalópole cosmopolita virtual.

A mesma diversidade de origens, culturas, preferências e classes sociais que existe entre a população paulistana está presente na grande quantidade de sites dedicados à cidade, que provavelmente concentra a maior quantidade de internautas do país.

Provavelmente porque, infelizmente, os principais institutos de pesquisa sobre internet procurados pela Folha não possuem o número de internautas ou de computadores com acesso à rede apenas em São Paulo.

Sabe-se, porém, que mesmo nas camadas mais pobres da população o uso da internet vêm crescendo, devido a iniciativas da prefeitura e do governo do Estado.

Nos telecentros, mantidos pela prefeitura, a população pode utilizar os micros livremente para navegar pela internet -com exceção de sites pornográficos-, escrever textos, criar planilhas de cálculos e desenhar. Cada uma das 105 unidades possui em média 15 PCs com sistema operacional GNU/Linux.

Os usuários ainda podem participar de cursos de informática básica e oficinas especiais. Mais detalhes dos telecentros podem ser vistos em www.telecentros.sp.gov.br.

Os infocentros são os locais de acesso público à rede criados pelo governo estadual. Na capital há 64 unidades. Nelas a população pode navegar pela internet e imprimir textos.

Em www.acessasaopaulo.sp.gov.br o internauta encontra os endereços e links para os sites dos infocentros.

Agenda das comemorações

O internauta pode conferir a programação das festividades dos 450 anos de São Paulo em um computador com acesso à rede.

No site do Anhembi (www.anhembi.com.br), há o calendário de alguns shows em comemoração à data.

As melhores declarações de amor à cidade enviadas para o site da da parada dos 450 anos (www.parada450anos.com.br), que acontecerá no domingo, na Avenida 23 de maio serão projetadas em edifícios durante o evento.

Em www.bolodobixiga.com.br você confere a história do tradicional bolo feito no bairro do Bixiga, cujo comprimento em metros sempre corresponde à idade de São Paulo.

A Folha Online tem uma página especial dos 450 anos. O endereço é www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2003/saopaulo450.”

“China será o maior mercado de banda larga em 2004”, copyright World Telecom – IDG Now!, 21/01/04

“A China será o maior mercado mundial de banda larga baseada em ADSL (Asynchronous Digital Subscriber Line) em 2004, de acordo com um relatório divulgado na terça-feira (20/01) pelo Gartner. O país encerrará o ano na frente do Japão, Estados Unidos e Coréia do Sul.

Depois de vários anos reduzindo custos, as operadoras chinesas querem crescer neste ano, especialmente em novas tecnologias que podem combinar voz e dados, além de novos serviços como os de dados e vídeo em alta velocidade. De acordo com o Centro de Informações de redes e internet na China, o país encerrou 2003 com 17,4 milhões de assinantes de internet em banda larga.

O relatório da empresa de pesquisas prevê que os investimentos feitos na China neste ano serão cerca de 9% maiores do que em 2003, embora ainda fique 11% abaixo do recorde de investimentos alcançados em 1999.”

“Ignorar spammers pode encorajá-los, revela estudo”, copyright Computerworld – IDG Now!, 22/01/04

“Vencer os spammers tem sido uma tarefa muito árdua para a maioria dos internautas. É inútil tentar responder as mensagens, ou pedir para ser retirado da lista de envio sem atrair novas mensagens de spam.

Até mesmo as ferramentas desenvolvidas especialmente para livrar as caixas de e-mail das mensagens indesejadas, como filtros ou outros dispositivos, aparentam não ter trazido a eficácia desejada.

Segundo estatísticas da fornecedora de sistemas anti-spam, Brightmail, o volume de mensagens indesejadas tem excedido o de mensagens verdadeiras. Isso sugere que a web mundial está passando por um processo de redução nos índices de e-mails enviados, algo que incentiva os spammers a continuar sua empreitada.

?Em 2003 houve um crescimento significativo nas tentativas e técnicas de ocultar certas informações do destinatário, como o remetente e os links da mensagem, principalmente nos e-mails em formato HTML. A Brightmail percebeu ainda que os spammers mudaram suas técnicas para driblar os filtros, injetando palavras legítimas nas mensagens, por exemplo?, afirma o relatório.

O estudo da Brightmail revela que em dezembro de 2003, só os produtos da companhia filtraram 80 bilhões de mensagens ao redor do mundo, e identificaram 58% delas como spam. O porcentual de spams registrados em julho de 2002 foi de 37%. Esse crescimento também pode ser atribuído a um grande número de spammers e à facilidade com que as ferramentas de disseminação de spam espalham as mensagens, segundo a companhia.

A companhia constatou ainda que 78% dos spams que circulam na web são escritos em inglês.”

“População mundial de internautas cresceu 7% no ano passado”, copyright Cidade Biz (www.cidadebiz.com.br), 22/01/04

“A população mundial de internautas cresceu 7% no ano passado em relação a 2002, de acordo com a pesquisa ?The Face of the Web 2003?, do Ipsos-Insight. Segundo o instituto, os 13 principais mercados de internet do mundo têm juntos aproximadamente 335 milhões de usuários.

O levantamento envolveu Canadá, Coréia do Sul, EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, China, México, Brasil, Índia, África do Sul e Rússia, e refletiu a rápida adoção da rede, principalmente nas economias em desenvolvimento.

O crescimento do uso da internet em 2003 foi conduzido, principalmente pela China, Alemanha, Japão e Coréia do Sul. A Rússia, França e Reino Unido continuam crescendo em ritmo constante, segundo o Ipsos. Por outro lado, o uso da web estagnou nos Estados Unidos, principalmente porque a maioria da população adulta (78%) já usava a internet.

Mas devido a seu tamanho, os EUA ainda representam o maior mercado de internet, representando 40% de toda a população mundial on-line. Atrás dos EUA aparecem o Japão e Alemanha, que juntos possuem cerca de 100 milhões de internautas, ou 30% da população estimada nos 13 países analisados.

O Brasil é o 10? colocado, dono de 21% dos internautas ativos. O estudo aponta a Índia (19%), África do Sul (15%) e Rússia (10%) como os países com menor número de usuários.”

"O ?cavaleiro? Gates enfrenta o dragão europeu", copyright Valor Econômico, 27/1/2004

"Há duas notícias da Europa para Bill Gates – uma boa e outra má. A novidade feliz para o chairman da Microsoft é que ele se tornou o mais recente cavaleiro do império britânico. O título foi concedido pela rainha Elizabeth II e será entregue em data ainda a ser determinada informou, ontem, o governo do Reino Unido.

Com a honraria, Gates passa a integrar uma galeria da qual já fazem parte outros americanos, como George Bush, o pai, e Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York. Apesar disso, o homem mais rico do mundo não poderá ostentar o título de ?sir?, um direito reservado aos cidadãos da Comunidade Britânica ou ?Commonwealth?.

A homenagem é um reconhecimento aos esforços de Gates em áreas como emprego e educação, informou o governo britânico. No ano 2000, por exemplo, a Fundação Bill & Melinda Gates anunciou um programa de bolsa de estudos estimado em US$ 210 milhões, para estudantes da Universidade de Cambridge. Foi o maior programa deste tipo já estabelecido no Reino Unido por uma só entidade.

O ambiente acolhedor de Londres, no entanto, é muito diferente do que Gates vai enfrentar em Bruxelas. Segundo o jornal ?Financial Times?, depois de uma investigação que durou três anos e meio, a Comissão Européia concluiu – em uma decisão preliminar – que a Microsoft quebrou as regras de competição na Europa e abusou de sua posição dominante no mercado de computadores pessoais.

Citando uma pessoa próxima ao caso, o jornal informa que o poderoso departamento de competição da Comissão Européia concluiu que a gigante do software deve ser multada. A decisão, agora, está sendo analisada por outros departamentos do organismo, em um processo que pode durar meses.

De acordo com o ?Financial Times?, membros dos Estados que compõem a Comissão Européia também podem ser consultados quanto à decisão de multar a Microsoft e o próprio valor da multa, antes que os 20 comissários votem a questão. Esse passo, porém, não é obrigatório.

No caso antitruste europeu, o principal ponto da discórdia é a integração do software Windows Media Player, de transmissão de conteúdo multimídia via internet, ao sistema operacional Windows. A Comissão Européia exige que a Microsoft separe um produto do outro, mas a empresa alega que o Media Player é parte integral do sistema.

A Comissão planeja completar todo o processo antes de 1? de maio, quando dez novos países vão juntar-se à União Européia. A Microsoft provavelmente terá de contestar um eventual veredito contrário na Corte de Primeira Instância da União Européia, em Luxemburgo. O caso é visto como uma das mais importantes disputas antitruste por causa de seus efeitos na política tecnológica da Europa e nas relações do continente com os EUA. (Com agências internacionais)"

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem