Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Fox News perde briga por palavras

Por lgarcia em 26/08/2003 na edição 239

TELETIPO

O juiz federal Denny Chin frustrou a tentativa da americana Fox News de impedir o lançamento livro Lies, and the Lying Liers Who Tell Them: A Fair and Balanced Look at the Right (algo como “As mentiras e os mentirosos que as contam: uma visão justa e balanceada da direita”), do satirista político Al Franken. A alegação da emissora de notícias era de que as palavras "justo e balanceado" compõem o slogan para sua cobertura jornalística e que sua reputação poderia ser prejudicada ao serem usadas por alguém como Franken. "Existem casos fáceis e difíceis. Este é fácil" analisou Chin. "Este caso não tem mérito algum, nem factualmente, nem legalmente". Ele observou ainda considerar irônico que um canal de TV, que deveria zelar pelo direito de livre expressão, quisesse privar um cidadão do direito de fazer uma sátira, algo garantido pela Primeira Emenda da constituição americana.

Leia também

Repórteres norte-coreanos e ativistas de direitos humanos brigaram durante os Jogos Universitários Mundiais em Daegu, na Coréia do Sul. Os jornalistas se irritaram com faixas contra o ditador Kim Jong Il carregadas pelos sul-coreanos. "Abaixo Kim Jong Il. Salvem nossos irmãos do norte", dizia uma delas, segundo a AP [24/8/03]. Mais de 100 policiais de choque, auxiliados por outros agentes de segurança, foram acionados para separar a pancadaria entre pelo menos três norte-coreanos e cerca de uma dúzia de manifestantes.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem