Domingo, 24 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

França deverá ter canal de notícias

Por lgarcia em 07/10/2003 na edição 245

TELETIPO

O governo francês pediu às emissoras France Televisions, estatal, e TF1, privada, que se aliem para criar um canal de notícias internacional que sirva de contraponto à CNN e à BBC. Funcionários do governo assinalam que o alto custo de implantação será recuperado sob a forma de influência internacional para a França, em uma época em que o país tem se destacado como voz alternativa aos EUA. A proposta da união entre France Télévisions com a TF1 foi feita pelo parlamentar Bernard Brochand ao primeiro-ministro Jean-Pierre Raffarin, que apóia a idéia, segundo a Reuters [29/9/03].

A comissão nacional de filmes da Noruega eliminou a barreira a centenas de filmes censurados desde 1913 por cenas de sexo explícito ou violência, inclusive dois longas de Steven Seagal. A decisão deve-se aos critérios pouco objetivos segundo os quais os filmes foram julgados no país de tradição luterana. A comissão julgou quase 14 mil trabalhos desde 1955, banindo 300. Agora, esses filmes estão autorizados. A mudança de política deu-se após a proibição, em 1999, do filme japonês In the Realm of the Senses, de Nagisa Oshima. O longa foi considerado abusivo pela exibição de sexo explícito e sadomasoquismo seguido de assassinato. No começo do ano, o filme foi exibido na TV norueguesa, sem cortes e sem censura. Informações de Doug Mellgren [AP, 30/9/03].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem