Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > da

Frei Caneca

Por lgarcia em 01/08/2001 na edição 132

PICADEIRO

Ao introduzir o novo livro sobre a história pernambucana do diplomata-historiador Evaldo Cabral de Mello, desta vez sobre Frei Caneca, o redator do Estado de S.Paulo (caderno "Cultura", domingo, 29/7, capa) deixou-se envolver pelo justo entusiasmo do autor. Ao tentar comprovar a incompreensão do Sul Maravilha pelo revolucionário e libertário pernambucano diz que foi até convertido em nome de cárcere no Rio. Errado: Frei Caneca é nome de rua onde há uma penitenciária, que acabou conhecida como o presídio da Frei Caneca (A.D.)

Indício de que como é fácil rolar a "bola de neve", só que desta vez numa causa meritória. O tema da última emissão televisiva deste Observatório (24/7) foi a questão da igualdade dos direitos para os deficientes auditivos e visuais. No último fim de semana os dois jornalões paulistas deram matéria sobre o assunto: no sábado (28/7), na Folha (pág. C-8), "?Ouvinte? ajuda surdo na luta pela igualdade"; e no Estadão, domingo (pág. C-6). "Centro vai adestrar cães e doar a cegos". (A.D.)

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem