Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > ELEIÇÕES NOS EUA

Gatos escaldados montam novo consórcio

Por lgarcia em 20/01/2004 na edição 260

ELEIÇÕES NOS EUA

O primeiro grande passo para as eleições presidenciais nos EUA deu-se na segunda-feira, quando foi iniciado oficialmente o processo de escolha do candidato democrata que fará oposição a George W. Bush. Junto com a assembléia do partido que escolherá dois ou três pré-candidatos, afinando o escoamento do funil, também foi dado o primeiro grande passo da mídia na tentativa de reconquistar a confiança do público, abalada nas eleições de 2000.

De acordo com reportagem de David Bauder [AP, 18/1], ABC, CBS e NBC tinham planos de interromper a programação regular para anunciar o resultado da escolha. A cobertura do evento por canais de notícia a cabo será quase total, com apresentação de Brit Hume na Fox News, Wolf Blitzer na CNN e Chris Matthews na MSNBC.

Ainda nesta terça, 19/1, será inaugurada a National Elections Pool (NEP), um consórcio formado por ABC, CBS, NBC, CNN, Fox News e Associated Press para conduzir pesquisas eleitorais. As seis organizações desfizeram o consórcio anterior, Voter News Service, após os dados falhos que levaram emissoras de TV a anunciar prematuramente a vitória de Bush em 2000.

Durante o evento, que ocorreu no estado americano de Iowa, as pesquisas do novo consórcio não seriam do tipo tradicional, chamado exit polls, em que se pede a opinião das pessoas após terem votado, mas sim "entrance polls", no qual as pessoas emitem seu voto antes de ir à urna. A mídia esperava uma votação nos pré-candidatos democratas bem acirrada, daí a usarem o resultado das pesquisas para fins analíticos apenas, e não para dar uma previsão do resultado final.

Mesmo tomando tanto cuidado, antes do "caucus" os democratas reunidos em Iowa estavam preocupados com a questão da mídia. Temiam que reportagens antecipadas pudessem causar impacto sobre o resultado da assembléia. O diretor-executivo do partido, Jean Hessburg, pediu que o anúncio de pesquisas de boca-de-urna fosse feito pelo menos 30 minutos após o início da assembléia. Os membros do NEP não prometeram nada.

Mídia high-tech

Há duas palavras mágicas para a mídia americana na cobertura das eleições presidenciais deste ano: ônibus e acompanhamento.

A ABC e a CNN puseram ônibus de alta tecnologia nas ruas, a fim de aprimorar a capacidade de reportar de qualquer lugar. São como estúdios móveis com facilidades de transmissão.

Já o acompanhamento, será feito num esquema semelhante ao da guerra no Iraque, em que jornalistas foram incorporados a tropas americanas para cobrir o conflito. São os já famosos correspondentes "embedded". Os repórteres "embedded" na campanha eleitoral acompanharão os candidatos em tempo integral.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem