Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > INCÊNDIO NO XUXA PARK

Globo não deixa queimar cifrões

Por lgarcia em 20/01/2001 na edição 105

INCÊNDIO NO XUXA PARK

Luiz Antonio Magalhães

Na última atualização, este observador apontou que a cobertura dos vários veículos jornalísticos das Organizações Globo sobre o incêncio no Xuxa Park havia começado muito bem. Escrito no domingo, 14/1, o artigo analisava o comportamento da mídia global na sexta-feira, no sábado e no domingo, dias subsequentes ao incidente no Projac.

De fato, tanto o jornal O Globo, os telejornais da rede Rede Globo e o portal Globo.com – talvez pelo susto que tomaram com a notícia – não esconderam ou deturparam as principais informações sobre o incêndio. Do número de feridos ao estado de saúde das pessoas internadas – passando pelo registro do início das investigações sobre o caso –, tudo foi oferecido ao público. Até a visita aos feridos do juiz Siro Darlan – grande desafeto das Organizações Globo após ter conseguido mudar o horário da novela Laços de Família – apareceu nos noticiosos da emissora.

Passado o susto, porém, a Globo voltou a ser o que é. Desde segunda-feira está no ar a "operação-abafa". Ao mesmo tempo em que os registros sobre as investigações das responsabilidades no incêndio perdiam espaço no noticiário, surgiu a, digamos assim, contrapauta.

A apresentadora Xuxa, protagonista do episódio por razões óbvias, voltou à cena sob outra ótica: visitando vítimas de madrugada, levando crianças feridas que recebiam alta para dormir na sua mansão, enfim, transformada em grande heroina.

A julgar pelo que escreveram os repórteres do jornal O Globo encarregados de cobrir o caso Xuxa Park, a apresentadora condensa toda a bondade possível e imaginável no mundo. Madre Teresa de Calcutá não faria melhor do que a Rainha dos Baixinhos.

Na verdade, para as Organizações Globo, salvar a pele de Xuxa é mais do que um mimo a uma antiga funcionária da casa. Atrás de Xuxa há cifrões. Atrás do Xuxa Park, o embrião de um projeto internacional de parques temáticos, há muitos cifrões.

Os veículos jornalísticos globais não vão, portanto, deixar as chamas do fogo no Projac chamuscarem a estrela que está à frente de um dos grandes negócios das Organizações Globo.

Volta ao índice

Circo da Notícia – próximo bloco

Circo da Notícia – bloco anterior


Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem