Domingo, 27 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > JOGO BRUTO

Governador fecha site de oposição

Por lgarcia em 02/10/2002 na edição 192

JOGO BRUTO

Marinilda Carvalho

A candidata ao governo do Rio Rosinha Garotinho até pensou em processar os organizadores do site Rosinha Não! <www.rosinhanao.kit.net>, um dos maiores sucessos entre internautas do estado, mas desistiu. Joaquim Roriz, do Distrito Federal, nem pensou: foi direto ao TRE-DF e conseguiu tirar do ciberespaço a página Oposição Sistemática <www.antiroriz.com>, que reunia piadas e críticas a seu governo e a sua candidatura, semelhante ao Rosinha Não!.

Até a noite de quinta-feira passada o site funcionava normalmente. Na
madrugada de sexta, apenas um aviso na tela branca:


O site Oposição Sistemática
está fora do ar em virtude de liminar concedida pelo TRE- DF à
coligação Frente Brasília Solidária. Qualquer
dúvida, entre em contato com Marcelo Domingues <ayatola@yawl.com.br>.


Procurado pelo Observatório, o webmaster Marcelo Domingues disse que nem vai esperar o julgamento do mérito. “O site não voltará mais”, informou por e-mail. “Decidimos que ele já cumpriu seu papel.”

A íntegra da mensagem de Marcelo: “Infelizmente não é qualquer um que consegue enfrentar uma máquina tão poderosa. Para uma instituição pode ser até possível, mas para uma pessoa, ela é esmagadora. Só o estresse de ser citado na Justiça já é extremamente doloroso, mesmo sabendo que todas as alegações são passíveis de contestação. No momento só queremos encerrar este caso, pois, apesar de o site ser administrado por várias pessoas, caiu tudo na minha cabeça, hehehe!”

Rosinha Não!, cujo objetivo é “evitar a todo custo uma versão rosa” do governo Garotinho, virou um desses raros fenômenos da internet que escapam do computador para as ruas. Primeiramente exibida em milhares de sites e blogs ? até a página oficial da candidata Solange Amaral (PFL) publica em destaque um link do grupo, que faz questão de se manter anônimo ?, a anticampanha, agora, é um movimento que faz panfletagem, festas, passeatas, distribui camisetas, cartazes e adesivos para carro.

Um informe na homepage do grupo:


“Viver no Rio não é fácil.
A gente estava doido pra fazer uma festa Rosinha Não! no sábado,
mas não encontramos lugar possível. Tá todo mundo com
medo de sofrer represálias caso ela seja eleita. Chuif. Mandamos
um mail pra Rosinha pedindo uma carta oficial garantindo que ela não
passaria o rodo depois. Sei lá. Se não rolar a gente se encontra
na festa de Independência da Guiné Bissau, no Cordão
do Bola Preta.”


Pois em Brasília, sabe-se agora, é pior. Nem uma oposição literalmente virtual consegue sobreviver.
Obs.: A iniciativa de cria??o do Movimento Rosinha N?o! foi
da equipe da campanha de Solange Amaral, do PFL

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem