Sábado, 25 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > CONDIÇÕES DE OFERTA

Indefinições na avaliação

Por lgarcia em 14/02/2001 na edição 108

CONDIÇÕES DE OFERTA

V. G.

Uma outra decisão do MEC é que as Avaliações das Condições de Oferta migrarão da SESu para o Inep. Dessa forma, a Secretaria de Ensino Superior (SESu) cuidaria apenas de autorizações, reconhecimentos, renovações de reconhecimento e credeciamento de instituições de ensino. E o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) acumularia também as chamadas Avaliações das Condições de Oferta. Assim, todo o sistema oficial de avaliação da educação brasileira ficaria com o Inep.

No caso dos cursos de Jornalismo, é certo que aqueles que acumularam conceitos negativos nos três provões já realizados, e na Avaliação realizada em 1999, receberão nova visita de avaliação. São os cursos incluídos na chamada "malha fina" do MEC.

Sabe-se que esta visita será no segundo semestre deste ano.

Pela legislação, os cursos estarão obrigados a entrar com pedido de renovação de reconhecimento (atribuição da SESu), mas as instituições que forem bem avaliadas na Avaliação das Condições de Oferta (que está migrando para o Inep) podem usar esses resultados como renovação de reconhecimento.

Em outras palavras: ainda não está definido qual o órgão que organizará a visita aos cursos de Jornalismo no segundo semestre deste ano.

De todo modo, é praticamente certo que os critérios serão muito semelhantes aos da Avaliação de 1999 e dos novos padrões de qualidade que a Comissão de Especialistas já entregou ao MEC, mas ainda não estão disponibilizados no website do ministério.

Volta
ao índice

Diretório Acadêmico – próximo
texto

Diretório Acadêmico – texto
anterior

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem