Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Jornal confiscado no Sudão

Por lgarcia em 26/02/2003 na edição 213

TELETIPO

Em 8 de fevereiro, as autoridades sudanesas confiscaram exemplares do diário árabe As-Safaha das gráficas da editora. Embora nenhuma explicação tenha sido dada, a edição de 7/2 trazia um artigo com declarações do partido banido Congresso Nacional Popular, criticando a renovação do estado de emergência no país. Naquele mesmo dia, informa o grupo Repórteres Sem Fronteiras (13/2/03), o porta-voz das forças de segurança avisou a donos de jornais que estes sofreriam sanções caso insistissem na linha política.

A Federação Internacional dos Jornalistas (IFJ) abriu inscrições para o prêmio Natali 2003 de Excelência em Reportagem de Direitos Humanos, Democracia e Desenvolvimento. Criado em 1992 pela Comissão Européia para promover jornalismo de qualidade dedicado à cobertura dos direitos humanos, o prêmio é organizado pela IFJ, e concede 10 mil euros a um jornalista de mídia impressa ou online de cada uma das cinco regiões: Europa; África; mundo árabe, Irã e Israel; Ásia e Pacífico; América Latina e Caribe. As inscrições de trabalhos publicados em 2002 encerram em 31 de maio. Informações da IFJ (10/2/03).

Quatorze anos após a emissão do fatwa contra o escritor Salman Rushdie, a unidade militar conhecida como Guarda Revolucionária do Irã renovou o decreto pedindo a morte do autor de Versos Satânicos. Embora o atual governo iraniano tenha declarado que não apóia o fatwa emitido pelo aiatolá Khomeini em 1989 (já que não pode ser cancelado), jornais radicais como o Jomhuri Islami publicaram charges mostrando Rushdie morto num caixão, e a fundação Khordad aumentou a recompensa pela sua morte para US$ 3 milhões. Informações da AP (15/2/03).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem