Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Jornal do Brasil

Por lgarcia em 03/10/2001 na edição 141

FSP & OESP, JUNTOS

"Distribuição une ?Folha? e ?Estado?", copyright Jornal do Brasil, 28/09/01

"A ?Folha de S. Paulo? e ?O Estado de S. Paulo?, jornais de dois grandes grupos de comunicação brasileiros, anunciaram a criação de uma empresa de distribuição de jornais, a ?S. Paulo Distribuição e Logística Ltda.?, com capacidade para distribuir mais de um milhão de exemplares por dia. Os dois jornais continuam a manter uma linha de independência em relação a seus projetos editoriais, com 50% de participação – cada um – na nova empresa.

A associação visa a aumentar a capacidade competitiva dos dois grupos que enfrentam, dentro do atual cenário econômico, uma forte retração do mercado publicitário e de aumento no custo do papel imprensa. O Grupo Folha, responsável pela publicação dos jornais ?Folha de S. Paulo? e ?Agora SP?, e os jornais ?O Estado de S. Paulo? e ?Jornal da Tarde?, do Grupo Estado, poderão contar com uma linha de distribuição diária para mais de 700 mil domicílios, em todo o país. A distribuição do jornal ?Valor Econômico?, também será feita pela nova empresa.

Tendência – A nova empresa foi anunciada como uma parceria que segue uma tendência mundial, a de gerar uma redução de custos em até 20% para cada um de seus controladores, além de aumentar a eficiência e a qualidade do processo. Para se ter uma idéia da atual situação que o mercado jornalístico enfrenta, o faturamento no setor caiu 15%, até agosto deste ano.

Os dirigentes dos grupos Folha e Estado afirmaram, ainda, que são favoráveis à abertura de até 30% do capital não-votante das empresas do setor para grupos estrangeiros. E também defendem a liberação da exigência do capital social das empresas estar nas mãos de pessoas físicas, e não com pessoas jurídicas, como já foi acordado pelos integrantes da Associação Nacional dos Jornais que (ANJ), agora, aguardam a votação no Congresso Nacional da lei que altera a regulamentação do controle das empresas de comunicação."

 

"Diário assusta. Folha e Estado se aliam", copyright Comunique-se (www.comuniquese.com.br), 27/09/01

"Os grupos Folha e Estado anunciaram nesta quinta-feira (27/9) a criação de uma nova empresa para distribuição conjunta de seus jornais: a S. Paulo Distribuição e Logística Ltda. O objetivo é redução de custos: 20% a menos por exemplar entregue na primeira etapa do processo e 25% dentro de dois anos. Os dois grupos serão sócios em partes iguais.

Serão distribuídos pela nova empresa os jornais Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo, Agora SP e Jornal da Tarde, totalizando mais de um milhão de exemplares por dia e atingindo mais de 700 mil domicílios diariamente. A implantação da operação será gradual. A estimativa é de que, até agosto de 2002, todos os exemplares estejam sendo distribuídos pela nova empresa.

As negociações começaram no fim do ano passado, ?antes do anúncio do Diário de S. Paulo?, segundo Luis Frias, presidente do Grupo Folha. Frias admitiu, porém, que a chegada do concorrente do Infoglobo a São Paulo foi um dos motivos para tocar a empreitada. Não foi revelado de quem foi a iniciativa da fusão. ?O processo partiu dos dois lados?, disse o diretor-superintendente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, destacando que ?esta estratégia é comum nos Estados Unidos, onde jornais concorrentes fazem a distribuição e até mesmo a impressão em conjunto?. Nenhum dos dois admitiu a possibilidade de demissões na área operacional, mas, levando-se em conta que a economia prevista deve estar por volta de R$ 1 milhão por dia, no mínimo, 20% dos motoristas e auxiliares dos quatro jornais serão demitidos.

A distribuição conjunta deve começar em quatro meses e será um processo progressivo, começando pelo interior de São Paulo. A entrega na capital deve ser feita depois de uma reformulação da logística. ?Vai ser necessária uma revisão dos centros de distribuição?, informou Mesquita Neto. Ele acredita que dentro de um ano a nova empresa já deverá ser responsável por entregar todos os jornais dos dois grupos, tanto em bancas como para os assinantes. As respectivas identidades editoriais seguem inalteradas e idependentes, e continuarão distintas todas as operações comerciais que os dois grupos mantêm atualmente."

    
    
                     
Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem