Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > JORNALISMO – PUC-SP

Jornal premiado faz apelo público

Por lgarcia em 22/01/2003 na edição 208

JORNALISMO ? PUC-SP

Equipe de redação do Contraponto

Somos alunos de Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Fazemos parte da equipe do jornal laboratório Contraponto, considerado o melhor de seu gênero feito em todo o Brasil, em 2002 (reconhecimento feito pela Expocom, que anualmente reúne o conjunto das escolas de comunicação do país).

Queremos participar da 3? assembléia geral do Fórum Social Mundial, que se reúne em Porto Alegre, na última semana de janeiro. Nosso desejo não é "fazer turismo", nem participar daquilo que alguns, pejorativamente, qualificam como "Disneylândia da esquerda". Queremos fazer um trabalho sério, de cobertura dos debates, especificamente aqueles que se concentram sobre o papel dos meios de comunicação no mundo contemporâneo. Fizemos isso em 2002. O resultado foi uma edição especial do Contraponto, de 24 páginas. A edição foi muito lida, comentada e elogiada por um grande número de professores e escolas de jornalismo, em todo o país. Sem falsa modéstia, temos orgulho de nosso trabalho.

Tendo tudo isso em vista, solicitamos à reitoria da PUC-SP que nos cedesse uma verba mínima, com o objetivo de assegurar o transporte da equipe até Porto Alegre. No total, seriam necessários R$ 3.800,00. A reitoria negou, alegando passar por uma "crise financeira". Fizemos então um apelo, no sentido de obter um subsídio equivalente a 50% do valor inicial. Novamente, nosso apelo foi recusado.

Não compreendemos tal atitude. Não há "contenção de gastos" que justifique recusar uma verba insignificante para o orçamento total da PUC, ainda mais quando se considera que queremos trabalhar gratuitamente para a produção de algo que vai valorizar a instituição, melhorar a sua imagem, atrair mais alunos. Além disso, o total da verba solicitada é realmente ínfimo, quando comparado ao valor da mensalidade que pagamos (em média R$ 813,00).

Como resultado, só nos resta fazer um apelo público. Resolvemos abrir uma conta bancária, com o fim específico de coletar contribuições destinadas a pagar o nosso transporte. Aceitamos qualquer quantia, por vermos nisso não um gesto "filantrópico", mas uma atitude simbólica de protesto contra aqueles que tratam o ensino como mera mercadoria, e a universidade como empresa destinada a gerar lucros.

Contamos com a sua compreensão e colaboração!

(*) Contatos: e-mail: <jornalcontraponto@yahoo.com.br>; tel. (11) 9614.4637

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem