Sábado, 23 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > CAXEMIRA

Jornalista ainda detido

Por lgarcia em 08/01/2003 na edição 206

CAXEMIRA

O grupo Repórteres sem Fronteiras informa [24/12/02] que o jornalista da Caxemira Iftikhar Gilani, detido há seis meses pelo governo indiano, continua preso mesmo após uma autoridade militar ter testemunhado que os arquivos encontrados em seu computador não são “nem confidenciais nem [representam] uma ameaça à segurança nacional”. Gilani, chefe da sucursal do Kashmir Times em Nova Déli e correspondente do paquistanês The Nation, foi preso em 9 de junho e acusado em setembro de espionagem militar para o Paquistão.

Em depoimento ao tribunal, O. S. Lochab, diretor geral do serviço secreto da Índia, afirmou que a agência enviou carta ao Ministério de Interior em dezembro declarando que os arquivos do jornalista sobre a posição das tropas indianas e das forças paramilitares na Caxemira estavam disponíveis na internet. Gilani não é um espião, disse Lochab. A polícia afirma não ter recebido esta carta. Em carta ao ministro do Interior, o RSF pede que a polícia explique seu comportamento e revele porque mentiu e apresentou documentos falsos na corte.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem