Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > ORIENTE MÉDIO

Jornalista britânico morto em Gaza

Por lgarcia em 07/05/2003 na edição 223

ORIENTE MÉDIO

Evidências indicam que James Miller, jornalista free-lance britânico correspondente em Gaza, foi morto por tiros de terroristas palestinos. Foi o que afirmou um porta-voz das Forças de Defesa de Israel (FDI).

A FDI conta que soldados estavam patrulhando a área do posto Termit, do exército, próximo a Rafiah, e haviam descoberto um túnel cavado com as mãos próximo à fronteira egípcia.

Quando os soldados israelenses se aproximaram do túnel palestino, terroristas palestinos abriram fogo. Nenhum dos soldados se machucou e a FDI atirou de volta. A Associated Press capturou imagens de uma batalha armada entre a FDI e os terroristas palestinos em Rafiah. A seqüência mostra claramente Miller saindo de uma casa palestina e caminhando até outra onde havia um túnel cavado por armas. Ao final do vídeo, ouve-se risos vindos dos palestinos, garante a FDI.

Miller era parte de uma equipe de três pessoas na qual havia uma mulher carregando uma bandeira branca. Ele não caminhava em direção ao fogo cruzado. Segundo Joel Leyden [The Jerusalem Post, 4/5/03], o exército está esperando a confirmação de que o jornalista foi morto por balas palestinas.

A FDI criticou o comportamento de Miller, uma vez que caminhava bem no meio de uma batalha armada. A Defesa Israelense também afirmou que é sempre uma tragédia quando ocorrem mortes de civis, mas acrescentou um alerta de que a entrada de fotógrafos nas zonas de combate durante trocas de tiros põe em risco tanto as tropas quanto os profissionais de mídia.

James Miller, era um documentarista premiado que trabalhou para CNN, BBC, o britânico Channel 4 e a Canadian Broadcasting Corp.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem