Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1024
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Karla Dunder

Por lgarcia em 14/08/2002 na edição 185

REVISTA SABER

"Revista ‘Saber’ abre as portas da universidade",
copyright O Estado de S. Paulo, 11/08/02

"Em 2000, ainda inebriados com os bons resultados obtidos pelas editoras
universitárias da 16.? Bienal do Livro, a jornalista Lu Fernandes, José
Castilho Marques Neto, presidente da Associação Brasileira das
Editoras Universitárias, a Abeu, e Getúlio Alencar, diretor da
Imprensa Oficial de São Paulo, decidiram divulgar ainda mais a produção
acadêmica, além de criar um espaço para o debate dentro
da universidade. Assim nasceu a revista Saber, com circulação
gratuita no meio acadêmico e nas bibliotecas, com o objetivo de ser uma
vitrine da produção dessas editoras.

O projeto cresceu. Assuntos de todas as áreas da universidade passaram
a ganhar destaque, até mesmo na capa da revista. Pesquisas, antes restritas
aos laboratórios, conquistaram espaço. O mercado ampliou-se, segundo
constataram os editores. ?Os assuntos agora extrapolam os temas ligados à
universidade, a revista não fica apenas na academia. Na próxima
edição, discutiremos direitos autorais e direitos de herança,
temas pertinentes a toda sociedade?, diz Lu, coordenadora editorial.

De acordo com Castilho, os leitores das obras publicadas pelas editoras universitárias
não são apenas aqueles que estão dentro desse universo.

?Observamos que, com o desenvolvimento tecnológico e a concorrência
no ambiente de trabalho, as pessoas estão investindo mais na educação
continuada, seja na pós ou em atualizações. Temos um público
amplo, o que justifica a ampliação de nossas ações.?
A revista ampliou suas pautas, mas também cumpre a função
de levar à sociedade discussões presentes no meio acadêmico.
?A proposta está em diminuir o isolamento das universidades; queremos
debater, abrir as portas e mostrar o que é produzido ali.?

Diante desse quadro, os editores decidiram crescer e buscam tornar a revista
auto-sustentável, sem deixar o apoio da Imprensa Oficial. Saber entra
em uma nova fase, com a venda de assinaturas e de anúncios. ?Com a publicidade,
teremos verba para diminuir a periodicidade, que atualmente é bimestral
e ainda aumentar o número de páginas; hoje, a revista é
feita com 36. Além disso, temos um potencial de 17 milhões de
leitores no Brasil, um público alvo?, afirma Lu. Atualmente a revista
conta com tiragem de 37 mil exemplares, possui cor total e alcança cerca
de 150 mil leitores.

A idéia é aumentar esses números. ?Pretendemos preencher
uma lacuna existente nesse mercado crescente e levar informações
relevantes ao público.

Publicamos livros de formação, não apenas ligados ao lazer,
a revista abrirá mais espaço para resenhas e discussões
nesse nível?, observa Castilho.

Na publicação atual, oito páginas são destinadas
aos lançamentos de livros na seção Catálogo. As
editoras associadas a Abeu rezevam-se para apresentar 90 lançamentos,
um leque de opções para todas as áreas. Uma lista de sites
completa a parte de serviços. E ainda, seis resenhas escritas por intelectuais
e profissionais renomados.

A diagramação da revista segue o mesmo padrão alcançado
por boa parte dos livros universitários, a leveza e qualidade gráfica.
?Os livros universitários estão em condições de
competir com aqueles produzidos pelas editoras comerciais.? Um aspecto que ainda
precisa de ajuste é a circulação dos livros, que esbarra
no sistema burocrático das universidades públicas."

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem