Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES >

Leila Reis

Por lgarcia em 20/06/2001 na edição 126

ASPAS

SHOW DO MILHÃO

"Conhecimento pode substituir rebolado", copyright
O Estado de S. Paulo, 16/06/01

"Na lista dos cinco programas de maior audiência do SBT, o Show do Milhão aparece duas vezes. A edição de domingo lidera o ranking com média no Ibope entre 23 e 24 pontos (quase 2 milhões de telespectadores na Grande Paulo) e o Show do Milhão dos dias de semana tem ibope um pouquinho menor (22), ocupando o segundo ou terceiro lugar.

O revezamento é feito com o Programa Silvio Santos, que também aparece duas vezes. Ou seja, o colega de trabalho das moças que vão ao auditório em caravanas sustenta pessoalmente quatro dos cinco maiores sucessos da casa (a sessão de filmes Tela de Sucessos completa a lista). É curioso, mas não surpreendente. Afinal, é consenso que o carisma de Silvio Santos no vídeo e seu senso de oportunidade nos negócios são os principais responsáveis pela consolidação do império SS.

Como um Midas, Silvio toca certas coisas e elas viram ouro. É o caso do Show do Milhão que, além de liderar a audiência, vende milhões de revistinhas (na verdade, os cupons do concurso) e de CD-ROMs, que reproduzem o jogo. O show também mobiliza uma multidão de ?colaboradores? anônimos, que envia perguntas sobre conhecimentos gerais para receber alguns trocados.

Universitários de todo o Brasil atendem ao chamado da produção, na certa para revestir o show de uma certa erudição. Coadjuvantes indecisos (por acaso, o público acabou descobrindo a precariedade do ensino superior), os estudantes podem até induzir ao erro o aspirante a dono da maletinha transparente com as barras de ouro, mas eles garantem seus dez minutinhos de fama.

O melhor do show é Silvio Santos. Entrevistador hábil, ele arranca a história pessoal de cada concorrente e dimensiona o tamanho do sonho de cada um. A casa própria e o carro são as aspirações recorrentes. Uma vez que é o conhecimento que habilita o freguês a ganhar o prêmio, começam a surgir sonhos de poder bancar os estudos (próprios ou dos filhos). SS torce descaradamente pelos fregueses, chega a dar dicas para os mais confusos e isso o torna ainda mais simpático. E o programa divertido.

Os jogos existem desde o nascimento da TV. São atraentes porque também permitem ao telespectador participar – respondendo antes do candidato para se exibir perante a família, por exemplo. Talvez seja isso que tenha levado uma certa faixa de público que torcia o nariz a construir uma justificativa para uma espiada no Show do Milhão: ?Pelo menos o público aprende alguma coisa?, argumenta um publicitário.

Está certo que ?aprender? qual é a cor do ratinho do desenho Tom & Jerry é meio… dispensável. O bom é que talvez o sucesso do Show acabe influenciando outros programas e canais. E as noções de história, geografia, física, literatura sejam tão valorizadas quanto o rebolado funk e axé que servem de pretexto para competição entre boazudas."

REDE TV!

"Concessão da RedeTV! vira objeto de desejo",
copyright O Estado de S. Paulo, 13/06/01

"Embora o vice-presidente da RedeTV! faça questão de dizer que a emissora não está à venda, a demora na homologação de sua concessão no Senado só tem alimentado especulações de que o canal logo mudará de novo de mãos. A central de boatos do mercado televisivo dá até nome e sobrenome aos eventuais interessados. Tipo: José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, o grupo Gazeta Mercantil e até o empresário Nizan Guanaes.

Há um ano e meio no ar, a RedeTV! recebeu aval para concessão só da Câmara Federal. A homologação no Senado tropeça nos ex-funcionários da Manchete, que querem condicionar a decisão à quitação da dívida herdada da família Bloch – R$ 400 milhões.

O vice-presidente da rede, Marcelo Fragali diz que a homolagação é ?uma questão de tempo?. ?Essa informação foi invertida 180?. Não é a Gazeta Mercantil que quer comprar a RedeTV!. Foi um banco ligado à Gazeta que nos procurou, perguntando se não queríamos comprar o jornal?, afirma Fragali.

Quanto aos eventuais interessados, é justamente a Gazeta Mercantil que apareceria com mais força. Do lado de Boni, ele informa que seu contrato com a Globo está quase renovado e diz que não faria jogo duplo. Em tese, a conquista de uma concessão é processo demorado. Mas como Amílcare Dalevo, dono da RedeTV!, vem governando o barco sem o aval do Senado há mais de um ano, qualquer um poderia sentir-se apto a ambicionar aquele bolo."

FUTEBOL

"Campeonato Brasileiro emperra na Rede TV!", copyright
Folha de S. Paulo, 14/06/01

"A disputa pelos direitos de transmissão em TV aberta do Campeonato Brasileiro deste ano virou uma novela, ainda sem previsão para acabar.

A Rede TV!, que em dezembro do ano passado obteve da Globo os direitos de exibição da competição, tenta passar o negócio para outra emissora. Ofereceu à Record e à empresa de marketing esportivo Traffic, parceira da TV Bandeirantes.

A Record respondeu à Rede TV!, na semana passada, que não tem mais interesse no campeonato. Culpa o valor pedido pelos direitos -R$ 20 milhões- e a indefinição do calendário dos jogos. ?Só se for de graça?, diz um executivo da Record.

A Traffic também não aceita o campeonato por R$ 20 milhões. Aguarda uma eventual quebra de contrato entre Rede TV! e Globo para negociar diretamente com a Globo. Mas, como o campeonato começa em agosto, deverá desistir do Brasileiro por falta de tempo para vender cotas de patrocínio.

A Rede TV! diz que não quer mais o campeonato porque só poderá exibir os mesmos jogos que a Globo. A emissora não conseguiu patrocinadores e não tem dinheiro para bancar os R$ 20 milhões, mais os custos operacionais."

OS NORMAIS

"Ô, da poltrona! Vai uma melancia quadrada aí?",
copyright Folha de S. Paulo, 18/06/01

"O humorístico ?Os Normais? deve sair do ar em breve. Não, não se trata de uma informação em primeira mão. A constatação de que o mais novo projeto da TV Globo está fadado ao insucesso foi feita empiricamente por esta humilde datilógrafa que vos fala, na última sexta, ao assistir ao programa pela primeira vez.

Pode escrever: não vai levar mais de mês, mês e meio, para que ?Os Normais? seja engavetado. Por quê? Eu explico. Ao ver Luís Fernando Guimarães, Fernanda Torres e Cláudia Raia em ação, fui arremessada de volta no tempo, para uma época menos batráquia, em que a ?TV Pirata? reinava soberana.

Quando o programa foi chegando ao ápice e Cláudia Raia (ex-Tonhão) soltou a ?boutade? de que seu apartamento era ?igual a pinto de japonês, pequeno, mas limpinho?, não tive mais dúvidas.

?Os Normais? finalmente conseguiu quebrar o monopólio do humor no país, que há anos vem sendo praticado pelas famosas Organizações Tabajara, o grupo de empresas conhecido internacionalmente, cuja maioria das ações pertence ao pessoal do Casseta & Planeta.

Sei que, a esta altura, o arguto leitor deve estar se perguntando: ?Se o programa é tudo isso, por que vai ser tirado do ar, dona sabidinha??.

Ninguém pergunta e ?Barbara Responde?: porque não é de hoje que deixou de existir vida inteligente em nossa TV aberta. Se a Globo desconhecesse essa verdade dolorosa, por que teria colocado o programa no infame horário do adiantado da noite de sexta-feira?

Um produto com a qualidade de ?Os Normais? não deveria estar no horário nobre de uma terça-feira, por exemplo?

É para você ver, meu caro leitor, como caminha a humanidade: o Sérgio Mallandro tem emprego garantido. Já o ótimo seriado está sendo testado, feito rato de laboratório, em um horário esdrúxulo.

O resultado é que seu público-alvo ainda não viu e não está comentando. E, sem repercussão, a vaca vai para o brejo.

Agora você aposta um picolé de limão como ?Os Normais? está com os dias contados?

Esqueça o picolé de limão. Para quem conseguir desvendar este mistério eu ofereço uma melancia quadrada, importada do Japão. Alguém sabe dizer o motivo pelo qual o Canal 21 exibe a temperatura no canto esquerdo da tela para os assinantes da Net e não exibe para os assinantes da TVA?"

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem