Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Liberdade ameaçada

Por lgarcia em 19/02/2003 na edição 212

TELETIPO

O julgamento dos três jornalistas da Jordânia que publicaram artigo sobre a vida sexual de Maomé, considerado “desestabilizador da sociedade” pelas autoridades, mostra a falta de consistência da liberdade de expressão no país, como aponta o Los Angeles Times [4/2/03]. A maioria da população não leu o texto e setores da sociedade acusam-no de ser ofensivo ao Islã. Religiosos da Frente de Ação Islâmica afirmam que o material publicado no seminário Al Hilal faz parte de uma campanha ocidental, americana e judaica contra os islâmicos. O processo está em andamento na Corte de Segurança do Estado. A pena, que pode chegar a três anos de prisão, será irrecorrível.

Leia também

O Middle East Broadcasting Centre anunciou que entre 15 e 20/2/03 deverá entrar no ar seu novo canal 24 horas de notícias para o Oriente Médio, Al Arabiya. Criado com capital de diversos países da região para transmissão por satélite, ele deve concorrer com a al-Jazira, do Catar. A companhia afirma que o Al Arabyia será mais imparcial que a emissora que ficou famosa mundialmente com seus vídeos exclusivos de Osama bin Laden. Outra novidade que pode surgir em breve na tela dos árabes é um canal do governo americano. O presidente dos EUA, George W. Bush, pediu 30 milhões de dólares ao Congresso americano para montar este instrumento de redução do antiamericanismo. As informações são do New York Post [4/2/03] e da Advertising Age [3/2/03].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem