Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Lista negra

Por lgarcia em 03/10/2001 na edição 141

TELETIPO

A National Writers’ Union (NWU) acusou o New York Times de criar uma “lista negra” com os nomes de 11 jornalistas que processaram o jornal para receber os direitos sobre seus artigos arquivados em base de dados. Em memorando, disse Michaela William, editora de direitos editoriais e contratos: “Nossos advogados recomendaram que o jornal não contrate os serviços de nenhum dos queixosos abaixo”. Seguiu-se uma lista de jornalistas. Jonathan Tasini, presidente da NWU, afirma: “Trata-se de uma lista negra. Ela diz ?não contrate estas pessoas?”. George Freeman, conselheiro do Times, negou a acusação. “É apenas o senso comum de que não queremos trabalhar diariamente com pessoas que nos levaram ao tribunal e contarão cada palavra que você disser aos seus advogados”, defendeu-se. As informações são de Felicity Barringer [The New York Times, 25/9/01].

A BBC deve anunciar em breve a criação de um departamento dedicado unicamente ao desenvolvimento de programas no formato reality show. A corporação contratou o produtor Conrad Green, responsável pelas duas edições do programa Big Brother, para criar shows que assegurem a liderança da BBC1 na briga pela audiência das noites de sábado. A contratação de Green promete aumentar as críticas à BBC de que a rede se preocupa excessivamente em perseguir altos índices de audiência. Segundo Matt Wells [The Guardian, 24/9/01], questiona-se também se o formato ainda é capaz de atrair público: recentemente, Survivor, da ITV, foi considerado um fracasso.

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem