Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > PICADEIRO

Louros burocráticos

Por lgarcia em 12/12/2001 na edição 151

PICADEIRO

Quarenta anos atrás, quando ainda era um trepidante vespertino,
o que acontecia de importante no Rio levava o selo "Mais uma
vitória de O Globo". A moda voltou: no dia seguinte
ao anúncio oficial da saída de Henri Philippe Reichstul
da presidência da Petrobras (6/12), o jornalão saiu-se
com esta jactância na primeira página: "a gota
da água, entretanto, foi a reportagem da revista Época
desta semana sobre os problemas enfrentados pela empresa".
A matéria é rigorosamente burocrática, de gaveta,
sem nenhuma novidade, e quando foi publicada (3/12), o presidente
da estatal já estava demissionário havia dois meses.(A.D.)

 

Alguém já parou pra ver o seriado da Sony The agency, que mostra os "bastidores" da CIA, aquela agência americana que derrubou governos, torturou dissidentes, assassinou líderes políticos e treinou repressores mundo afora?

Pois os personagens são tão ingênuos, bonzinhos e bem-intencionados que provavelmente se enganaram de set. Deveriam estar naquela outra série, creio que da Warner, O toque de um anjo, ou coisa parecida.

Chega a dar engulhos a baboseira que os roteiristas pariram.

Mas, nesses tempos em que quase rende pena de morte lembrar o que realmente são os americanos, ainda mais os da CIA, éeacute; melhor ficar de boca fechada, deve pensar nossa bem-comportada mídia.

Como vingança, vale também não dar audiência alguma a essa farsa grotesca. (Marinilda Carvalho)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem