Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

PRIMEIRAS EDIçõES >

Luiz Antonio Cintra

Por lgarcia em 20/10/2000 na edição 100

"Mico na eleição americana", copyright Jornal do Brasil, 14/10/00

"Manhã de domingo, a democrata Hillary Clinton e o republicano Rick Lazio, candidatos à cadeira vaga no Senado americano pelo estado de Nova Iorque, faziam seu segundo debate, em rede local pela CBS e em nacional pela CNN. De repente, desandaram a discutir nada menos que uma das mais persistentes lendas da internet, a Bill 602P, projeto de cobrança de taxa sobre o uso de e-mail. Segundo a lenda, os correios americanos querem cobrar 5 centavos de dólar por cada mensagem eletrônica enviada.

À pergunta sobre a tal taxa, Hillary disse nunca ter ouvido falar dela, mas que em princípio é contrária a impostos sobre o uso da internet. Lazio imediatamente criticou o projeto, que supostamente prevê a cobrança. ‘Essa lei não existe, nunca existiu’, disse em telefonema à CBS minutos depois Lauren Weinstein, co-fundadora do movimento People For Internet Responsibility www.pfir.org, segundo contou em e-mail à lista de discussão Politechbot, moderada pelo repórter da Wired Declan McCullagh.

‘Este hoax (boato) tem sido desmentido desde que surgiu em abril de 1999, mas ninguém no debate sabia disso’, reclamou Lauren. ‘Os candidatos trataram da questão como se o projeto fosse genuíno.’

Desinformação – O pior de tudo é que quem fez a pergunta foi a moderadora, Marcia Kramer, da TV WCBS, de Nova Iorque. ‘Embora não prestem serviço de e-mail, os correios defendem a cobrança da taxa para repor perdas de US$ 230 milhões anuais após o advento da mensagem eletrônica’, viajou a desinformada jornalista. ‘Quem enviar 10 e-mails por dia pagará no fim do ano US$ 180’, voou ela mais alto. ‘Vocês aprovariam este projeto?’ ‘Precisamos manter as mãos do governo fora da internet’, reagiu Rick Lazio, segundo contou na terça-feira a MSNBC, em reportagem reproduzida no site ZDNet www.zdnet.com.

McCullagh contou no domingo mesmo aos assinantes da lista que em maio deste ano o Serviço Postal americano, a quem o hoax atribui a autoria do projeto, publicou comunicado em seu website: ‘Boato completamente falso sobre o Serviço Postal dos EUA está circulando por e-mail na internet. Soubemos que rumores semelhantes correram recentemente no Canadá.’

‘Perdeu-se a oportunidade de fazer perguntas relevantes, que teriam revelado os dois ao eleitor como idiotas perigosos’, disse A. Lizard, assinante da lista Politechbot www.politechbot.com. ‘Pelo menos ambos idiotamente rejeitaram o projeto, em vez de idiotamente apoiá-lo’, respondeu Bill Stewart.

Os brasileiros têm sido vítimas freqüentes do hoax que, como todo bom boato, tem um fundo de verdade e alguma plausibilidade. Conheça os boatos que estão circulando por e-mail, no momento, nos EUA em www.urbanlegends.com/ulz/. Quando eles chegarem por aqui você estará prevenido."

Volta ao índice

e-Notícias – bloco anterior

 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem