Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > NYT & FT

Magnatas sob investigação

Por lgarcia em 15/08/2001 na edição 134

CORÉIA

No dia 7, procuradores de Seul convocaram os proprietários de três jornais para depor na investigação criminal sobre evasão de impostos. Os intimados são Chang Jae-keun, ex-presidente do Hankook Ilbo, Cho Hee-jun, antigo presidente do Kukmin Daily, e Kim Byung-kun, ex-vice-presidente do Dong-a Ilbo. Os três são os maiores acionistas dos respectivos diários. A Procuradoria deve também intimar Kim Byung-kwan, antigo presidente honorário do Dong-a Ilbo, e Bang Sang-hoon, presidente do Chosun Ilbo.

Os cinco são acusados pelo Serviço Nacional de Impostos de desviar verbas, pela falsificação de registros financeiros e transferência ilegal de propriedades.

Após meses investigando as 23 maiores companhias midiáticas do país, foram registradas acusações criminais contra seis empresas e 12 pessoas. Desde então, os promotores interrogaram dezenas de executivos e parentes de suspeitos.

As leis coreanas determinam que os culpados de desviar verbas ? no caso, mais de 500 milhões de wons (US$ 390 mil) podem ter penas que variam de cinco anos a prisão perpétua. As informações são de Kang Seok-jae [The Korea Herald, 9/8/01].

NYT & FT

Os sítios do americano New York Times e do britânico Financial Times entraram em acordo para publicar matérias um do outro. Segundo Christopher Grimes [The Financial Times, 5/8/01], a NYTimes.com poderá publicar até 10 artigos de uma vez da FT.com sobre negócios, tecnologia e cobertura internacional; da mesma forma, este terá acesso às reportagens do NYT. As matérias devem manter a marca do sítio que originalmente as produziu.

As duas companhias já têm acordo com concorrentes indiretos para divulgar matérias de outros grupos ? o NYT publica artigos da Cnet.com, e o FT, da FTMarketwatch.com. Mas este envolve jornais que competem diretamente nas bancas. A parceria, que deve começar este mês, chega no momento em que os dois grupos pensam em cobrar pelo acesso a seu conteúdo. O Financial Times tem investido pesadamente para crescer nos EUA, e o New York Times inaugurou seção diária de cobertura de negócios internacionais.

Para Stephen Hill, executivo-chefe do FT Group, o acordo "entre as duas organizações noticiosas mais respeitadas do mundo beneficiará o público que procura visão editorial e perspectiva de marcas autorizadas e confiáveis".

 

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem