Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > PESQUISAS & INTERPRETAÇÃO

Mídia esconde a realidade

Por lgarcia em 10/07/2002 na edição 180

PESQUISAS & INTERPRETAÇÃO

Chico Bruno (*)

Lula, Ciro e Garotinho estão estacionados desde 2001. Mas a mídia ignora esse dado. Foram divulgados, nesse domingo, os resultados de mais uma rodada de pesquisa do Datafolha. Novamente a evolução histórica da pesquisa foi desprezada. A Folha de S.Paulo escamoteou a realidade dos resultados. Preferiu, como sempre, dar destaque a quem subiu e desceu na intenção de votos em relação à pesquisa anterior.

Apesar da publicação no alto da primeira página da evolução da pesquisa, o jornal não produziu uma linha sequer de análise sobre o assunto. Nos textos, esse item importante para a compreensão dos resultados foi sonegado. A analise da evolução histórica é fundamental para o entendimento do cenário no momento da divulgação de novos resultados.

Nessa última rodada fica claro que os três candidatos de oposição ao governo Fernando Henrique mantêm os mesmos resultados apresentados em dezembro de 2001. O candidato do governo é o único que apresenta um crescimento real. Ao omitir esse dado, a Folha cria um cenário falso da intenção de votos. No quadro abaixo os leitores/eleitores poderão entender melhor o que está ocorrendo.

Lula

Dez.
2001


36%

Julho
2002


38%

Serra

"


11%

"


20%

Ciro

"


16%

"


18%

Garotinho

"


15%

"


13%

A margem de erro da pesquisa é de 2% para cima ou para baixo. Portanto, os 38% que Lula tem hoje demonstram que para ele pouca coisa mudou em seis meses de campanha. A situação de Ciro e Garotinho é semelhante à de Lula. O candidato da Frente Trabalhista evoluiu dentro da margem de erro, assim como o candidato do PSB caiu da mesma forma. A evolução da pesquisa comprova que apenas o candidato do governo, o tucano José Serra, experimentou um crescimento consistente, de 9 pontos percentuais, nesses seis meses. O que demonstra que, apesar de todo o esforço dos candidatos de oposição, os eleitores, nesse período, não se movimentaram tanto quanto alardeia a mídia. Estão os três nos mesmos patamares de dezembro de 2001.

Lula perde com exposição

Isso é muito ruim para os três, pois demonstra que, ao contrário do que vem sendo divulgado pela imprensa, a estratégia governista pelo menos conseguiu estacionar os índices de intenção de votos de Lula, Ciro e Garotinho. Além disso, os candidatos não estão falando diretamente ao eleitor, mas a um público restrito. A partir de agora é que vão falar com os eleitores de um modo geral, porque é no rádio e na televisão que se decidirá a eleição presidencial.

Portanto, é partir de agora que os eleitores vão prestar atenção nos candidatos, principalmente porque a TV Globo resolveu abrir espaço em seus telejornais, nos próximos 90 dias, para que os candidatos apresentem suas propostas ao Brasil. Uma boa novidade. Aliás, proposta de Lula à Rede Globo, desde a primeira eleição. Ciro, Garotinho, Serra e Lula vão aparecer em todos os telejornais da Globo e do canal pago Globo News.

No cenário atual de intenção de votos quem tem mais a perder com essa exposição é Lula, que lidera as pesquisas. Tem mais a ganhar Garotinho, o menos conhecido dos candidatos.

(*) Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem