Segunda-feira, 18 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > PRESSÃO DA FENAJ

MEC vai alterar portaria de cursos seqüenciais

Por lgarcia em 31/10/2001 na edição 145

PRESSÃO DA FENAJ

Valci Zuculoto (*)

A rápida movimentação da Fenaj, com uma representação de pressão direta ao Ministério da Educação, levou o MEC a se comprometer a alterar a Portaria 2.021, de 11 de setembro de 2001, que reconhece o curso seqüencial de jornalismo da Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro. A portaria fere a regulamentação da profissão de jornalista e, inclusive, contraria portarias anteriores do próprio MEC, que proíbem cursos seqüenciais com o mesmo nome de profissões regulamentadas.

Isto porque, nessa portaria, o ministro Paulo Renato reconhece, “para efeito de emissão e registro de diplomas dos alunos matriculados até a data de 7 de abril de 2000, o curso superior de formação específica em jornalismo, curso seqüencial, ministrado pela Universidade Estácio de Sá”, do Rio de Janeiro.

Assim que tomou conhecimento da medida, a Fenaj entrou com representação contra o ministro no Ministério Público. Também passou a pressionar: em reunião na SESU (Secretaria de Ensino Superior do MEC), a presidente, Beth Costa, obteve o compromisso de alteração da portaria.

A última informação que o MEC repassou à Fenaj é de que o “texto da alteração” já está sendo encaminhado ao ministro. Continuamos acompanhando e pressionando.

(*) Jornalista, professora e diretora de Educação da Fenaj

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem