Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > THE PASSION

Mel Gibson enfrenta grupos religiosos

Por lgarcia em 19/08/2003 na edição 238

THE PASSION

A Liga Antidifamação se manifestou novamente contra o filme dirigido por Mel Gibson, The Passion. No dia 11/8, disse que o longa poderia gerar ódio contra judeus se for a público da maneira em que está.

O filme é uma representação da crucificação de Cristo e dos eventos que a nortearam. Diversos grupos puderam assisti-lo antes que estreasse; alguns geraram polêmica ao detectar um tom anti-semita no filme.

Segundo reportagem da Reuters [12/8/03], líderes judeus mostraram-se preocupados com o retrato de seu povo exposto no filme, coletivamente culpado pela crucificação de Cristo. De sua parte, os católicos temem que Gibson use o filme para desafiar ensinamentos da Igreja.

A Liga Antidifamação disse em seu sítio que o filme fora visto pelo rabino Eugene Korn, para quem The Passion contém "muitos ensinamentos perigosos". Korn acrescentou esperar que Gibson e a produtora "considerem modificar" o longa.

O filme foi feito na Itália e contêm diálogos apenas em latim e aramaico, sem legendas em inglês. Gibson é diretor e co-autor.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem