Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > CNN.COM

Morte anunciada e ‘barriga’ online

Por lgarcia em 30/12/2003 na edição 257

CNN.COM

Beatriz Singer

Por cerca de 20 minutos, na quarta-feira (16/4) a CNN.com cometeu a "barriga" que arrepia o cabelo de qualquer jornalista. Em seu sítio foram exibidos os obituários de Fidel Castro, do Papa, do vice-presidente americano Dick Cheney, dos ex-presidentes Ronald Reagan e Gerald Ford, do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela e do apresentador de TV americano Bob Hope.

A página de Fidel exibia a frase "a história me absolverá", proferida por el comandante de Cuba em 1953, quando tentava tirar Fulgêncio Batista do poder. A do papa João Paulo II [veja abaixo] vinha com o título "Um homem ótimo e controverso" e uma frase que proferiu em 1998, em visita a Cuba: "Venho como um peregrino de amor, verdade e esperança". Todos as homenagens pre-mortem estão disponíveis no sítio www.thesmokinggun.com

O formato dos obituários, segundo a AFP [18/4/03], é
igual ao utilizado pela CNN.com quando da morte da rainha-mãe
? mãe da rainha britânica Elizabeth II ?, em março
do ano passado. A prática de construir obituários
antecipadamente é comum nas redações, além
de muito prático. Mas o escorregão de pô-los
no ar antecipadamente é algo relativamente novo, que surgiu
com o advento das notícias online. Assim que os responsáveis
pelo sítio da CNN perceberam que abriram a gaveta errada,
retiraram as mortes do ar. O TheSmokingGun.com, no entanto, "fotografou"
as páginas e as deixou disponíveis ao público
desde o dia em que ocorreu a "barriga" ? para vergonha
da CNN.

Segundo TheSmokingGun.com, as páginas da CNN foram descobertas "pelos intrépidos companheiros da fark.com". "Os obituários prematuros, hospedados em uma área de acesso público e ao alcance de buscas pelo Google, parecem ter sido obra do designer de multimídia sênior da CNN, Peter Rentz", afirmou o sítio, em nota introdutória à sessão de imagens das páginas.

No sábado (19/4), uma busca no sítio da CNN pelas palavras "obituaries", "obituary" e "Pope" ("obituários", "obituário" e "Papa") não retornou nenhuma nota sobre o incidente.

"Foi erro humano"

No dia seguinte da publicação dos falecimentos que não ocorreram, a CNN.com comunicou em nota oficial que a gafe foi fruto de erro humano. Os obituários antecipados estavam em um banco de dados interno, mas o público teve acesso quando a senha de proteção foi desabilitada. Edna Johnson, porta-voz da CNN, disse que os técnicos estão tentando determinar o tempo exato de exposição das páginas, para as quais não havia link na página principal da CNN.

A CNN, segundo Anick Jesdanun [AP, 17/4/03], disse que apenas a primeira página, ou a "capa" dos obituários, estava disponível, com links para biografia e outros textos in memoriam inativos.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem