Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > BARRIGA

"Morte" de Mário Covas I

Por lgarcia em 28/02/2001 na edição 110

Edição de Marinilda Carvalho

A Folha ? ou a "Narcisa de S.Paulo"? ? continua irritando os leitores. A maioria das cartas desta edição fala dos espelhos e das barrigas do jornalão da Alameda Barão de Limeira.

Não pensem que a participação dos leitores está magrinha por causa do Carnaval: as cartas (muitas) sobre o livro "Memórias das Trevas" estão no A Imprensa em Questão!

Ninguém cobrou, mas é meu dever responder a uma pergunta feita aqui mesmo neste espaço na semana passada: a Globo tirou nota 10 no desfile da Tradição, a escola de samba que saiu este ano com enredo sobre Silvio Santos. Para uma especialista em fingir que as coisas não acontecem, a emissora se comportou de maneira surpreendente. Mostrou todo o desfile e ainda cobriu a escola de elogios. Nem atrapalhou a maldadinha do comentarista Haroldo Costa, dizendo que o luxo todo se devia ao fato de o patrocinador (Silvio Santos) "ter um baú de dinheiro".

Outro ponto para a Globo: na passagem do Salgueiro, o apresentador comentou sem constrangimento, ao elogiar a performance do mestre-sala Ronaldinho, que ele ficou muito ferido no incêndio do programa da Xuxa e estava internado até janeiro.

Quem diria!

BARRIGA

De fato, a dimensão do erro cometido é gravíssima. Requer a adoção de novos esquemas de segurança para evitar a repetição de episódios análogos. Não vi a página. Acredito, contudo, que a Folha online deveria ter publicado, em seguida à retirada da falsa notícia, os devidos pedidos de desculpas aos seus assinantes, além, é claro, à família do governador.

Em menores dimensões, já me ocorreu algumas vezes tentar acessar algum caderno da Folha Online e encontrar a edição do dia anterior, o que foi objeto de imediata reclamação à respectiva editoria. Para ser o maior e melhor provedor de notícias online tais deslizes não podem ocorrer.

Idalvo Toscano

O modo como são tratadas, pela imprensa, as mortes de pessoas famosas é algo de chocar! Emissoras de rádio e TV dão a notícia com ar de sensacionalismo e depois fazem matérias e programas sobre a vida do falecido. No dia seguinte os jornais estampam uma foto triste e uma manchete que o coloca como a pessoa mais importante do mundo. É ridículo! Não podemos ter nossos olhos voltados apenas para quem aparece na televisão. Diariamente, pais de família, trabalhadores, gente pobre que dá o sangue para poder pagar o aluguel de um barraco, os verdadeiros heróis de nosso povo, morrem e o que vemos? Nada. Ou melhor, vemos esse herói em números, em estatísticas que fazem a "classe média-alta" reclamar das condições de nosso país com os braços cruzados. Afinal, quem deve fazer alguma coisa para mudar são os outros, nunca eles.

Marcos Renato

Que papelão, hein, UOL? Partindo de onde veio é lamentável.

Orlando Tortorella

Essas barrigas são cometidas pelo descaso do meio empresarial. Querendo economizar, pagam salários ridículos, e acabam dando emprego a pessoal desqualificado que, por sua vez, comete esses erros crassos.

Décio Curci

Leia também

UOL noticia "morte" de Mário Covas ? Luiz Antonio Magalhães

Volta ao índice

Caderno do Leitor ? próximo bloco


Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem