Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Murdoch pede água

Por lgarcia em 09/10/2002 na edição 193

TELETIPO

Rupert Murdoch resolveu acabar com a guerra de preços de jornais na Grã-Bretanha, aumentando o preço de seu Times de ? 0,40 (cerca de R$ 2,30) para ? 0, 45 ? o mesmo que custava em 1993. Naquele ano, o empresário australiano havia reduzido o preço do diário para ? 0,30, na esperança de superar o Daily Telegraph em circulação e chegar à liderança entre os não-tablóides. A estratégia fez com que a circulação do Times quase dobrasse, mas isso não foi suficiente para vencer o concorrente. A decisão de aumentar o preço do jornal agora deve ter sido influenciada pelo bom desempenho do Sunday Times ?edição de domingo recentemente modernizada ? que teve preço modificado de ? 1,20 para ? 1,40 há mais de um mês, e, apesar disso, viu sua circulação crescer em 40 mil. O Daily Telegraph e o Independent também aumentaram seus preços há pouco, de ? 0,50 para ? 0,55, sem perda de leitores, informa o Guardian [27/9/02].

O canal de TV alemão Neun Live está sendo criticado por sindicatos por causa de um programa que deve começar ainda este mês. O reality show dirigido por Marcus Wolter colocará alguns desempregados na disputa por um emprego oferecido por empresa patrocinadora. O vencedor de cada semana, que será definido por votação telefônica da audiência, assinará contrato imediatamente. Marion Knappe, porta-voz da Federação Alemã de Sindicatos disse que "desemprego não é diversão". O IG Metall, maior sindicato da Europa, por meio de porta-voz, classificou a atração de "doentia e insensível". Segundo The Guardian [25/9/02], o novo programa é inspirado em um do Canal 4 britânico, em que mendigos disputavam a casa de seus sonhos.

Bang Sang-Hoon, presidente e editor do maior jornal da Coréia do Sul, Chosun Ilbo, foi condenado a três anos de cadeia por evasão fiscal. Ele terá de pagar ainda multa de US$ 4,6 milhões, valor equivalente ao que ele sonegou. Se a justiça aceitar recurso, poderá pagar fiança em vez de ficar na prisão. Bang, que está livre porque pagou fiança, foi preso junto com dois outros donos de jornal, em investigação da mídia feita pelo governo. Jornais acusam o presidente Kim Dae-jung de reprimir as vozes críticas à sua administração. Ele nega, segundo a BBCNews [30/9/02].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem