Sábado, 24 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1051
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Nelson de Sá

Por lgarcia em 25/07/2001 na edição 131

LÍNGUA SOLTA

?Absolutamente idônea?, copyright Folha
de S. Paulo
, 18/7/01

?Com a queda do secretário de Infra-Estrutura Urbana, Marta Suplicy e o PT passaram a ouvir o que não queriam, da televisão.

Por exemplo, da Rede Bandeirantes:

– Marta se elegeu com um discurso que pregava a ética. Mas nos contratos de emergência apareceram muitos problemas. Duas empresas nem tinham endereço. A decepção com a prefeita cresce.

A Globo, que vinha simpática à prefeita e ao seu partido, já começou a abandonar a aposta:

-A crise do lixo é responsável por um dos maiores desgastes da administração petista. O ex-secretário contratou 16 empresas em caráter de emergência. Uma delas é de um ex-militante do PT. Outra empresa foi criada um mês antes de fechar contrato com a prefeitura. Outra forneceu como endereço o local onde funciona a produtora responsável pela campanha de Marta Suplicy.

Corta para a prefeita, que entra com olhar cansado, falando do ex-secretário:

-É uma pessoa absolutamente idônea.

Perdeu muitos pontos, só com essa cena, naquele momento da edição.

***

A semana não começou bem para o PT, definitivamente.

No Roda Viva, José Dirceu dizia, da greve dos policiais militares na Bahia:

-Com a situação que os PMs vivem, eles não têm alternativa a não ser fazer greve… O que eu não posso é condenar os policiais militares por fazerem greve na situação em que eles estão vivendo.

Responsabilizou, pela greve, a ?falta de autoridade? do governo baiano e a ?falta de governo no Brasil?, por saberem do quadro na Polícia Militar e nada fazerem.
Pois bem, ontem os policiais militares do Rio Grande do Sul iniciaram a mobilização contra o governo do PT.

***

A ?guerra santa? que parece renascer na TV a cada campanha presidencial promete novas batalhas entre Globo e Record, a partir do episódio Anthony Garotinho.

A primeira já avisava ontem que passa a transmitir a partir do próximo domingo, ao vivo, com direito a ?set list? de dez músicas a cada programa, várias câmeras, links com o mundo todo, as missas do padre Marcelo Rossi.

Populismo cristão se combate com populismo cristão.

PRESENÇA DE ANITA

"A chamada de ?Presença de Anita? ? aquela em que a câmera vai subindo a escada de uma casa até fechar em close nos pés de uma moça ? está parecendo mais a estréia de ?A Estagiária do Calcanhar Sujo?, a célebre personagem de Nelson Rodrigues. Rola uma crosta amarelada na planta do calcanhar da atriz Mel Lisboa, algo que recomendaria um saudável patrocínio do Dr. Schol. A não ser que a televisão, depois de ter vasculhado todas as taras, espere agosto para finalmente adorar pés.

Pastor Eduardo, pastor Leandro e pastor Edmilson desafiam o demônio todas às quintas-feiras às 9 e 30 da manhã na Rede TV! Os embates acontecem às sextas-feiras na Igreja da Graça e, embora não sejam televisionados, parece que os pastores estão levando vantagem. ?Botei a capetada pra correr?, resenhou o pastor Edmilson, nesta quinta-feira, sobre o ultimate fighting que promoveu na sexta passada. ?Foi sexta 13, mas acabei com eles?. Finalmente os Gracie, cansados de estraçalhar japoneses pelos ultimate-fightings do Sport Tv, têm adversários a altura.

Galvão Bueno subiu nas tamancas e espinafrou a transmissão da televisão colombiana. Foi realmente um desastre: os colombianos acionavam o replay enquanto a bola estava em jogo, deixando de transmitir lances importantes. De qualquer maneira, não é um comportamento muito ético. Bastava a informação de que a Globo não gerava as imagens e ponto.

Na semana passada a coluna denunciou os adestradores todos brancos que no comercial do Top Training Dog açulavam seus cachorros contra os bandidos todos negros. Cachorrada feia. No progama Dia Dia da Bandeirantes rola algo tão incômodo quanto. No quadro da culinária, o chef Daniel usa os serviços de uma secretária, encarregada de acender o fogo, quebrar os ovos, essas coisas. Ela também é afro-brasileira. Não é o caso de se defender a obrigatoriedade de paridade racial na televisão. Conquista-se. Mas a presença de negros é tão acintosamente rara nos estúdios que beira o crime de preconceito escalá-los justo para uma ponta de empregado. Não há outros negros em cena no Dia Dia. Apenas a empregada de forno e fogão. A palavra é feia e precisa ser cozida em fogo brando: discriminação.

Entre elas

Depois de muito pensar a Globo parece decidida a enfrentar o arrasador perguntas-e-respostas do Show dos Milhões de Silvio Santos com um arrasador programa de perguntas-e-respostas animado pelo Faustão. Imaginação é o que não falta na tv. Gimenez e Galisteu fizeram o mesmo para concorrer com o sofá da Hebe ? abriram seus sofás também, e estão se dando bem. A velha senhora do Silvio Santos não percebeu que as novatas estão usando sofá sim, mas é apenas um disfarce. Não fazem dele um uso social, como Hebe, para receber visitas. Pega fogo no sofá de Gimenez e Galisteu. Só sexo. Só picardia. Recomenda-se a Hebe, desesperada que anda atrás dos velhos pontinhos que se foram, que escancare e abre logo uma cama na sala. Não vai nem correr o risco constrangedor para a televisão de parecer inovadora. Monique Evans já tem a sua cama no meio do salão e, mesmo quando mostra como se coloca com a boca uma camisinha num pênis de plástico, atração noite dessas, o clima é social, de sofá."

SAÚDE MENTAL

"Novo programa de TV aumenta auto-estima
de pacientes do Pinel", copyright O Estado de S. Paulo,
20/7/01

"RIO – Jaqueline Batista da Silva, de 25 anos, viveu ontem o dia mais feliz de sua vida. Vítima de perturbação mental há 10 anos, provocada por um trauma de infância, ela se submete a tratamento no Instituto Philippe Pinel, a primeira instituição de assistência psiquiátrica do País a ter uma produção para televisão realizada por seus pacientes – a TV Pinel.

Jaqueline se emocionou na estréia do novo programa, no auditório do instituto. ?Isso me faz muito feliz?, disse a moça responsável pelas vinhetas da programação.

Envolvida com a TV Pinel desde sua implantação, em 1996, Jaqueline é uma prova de que o objetivo do projeto está sendo alcançado: os pacientes estão recuperando a auto-estima. ?O trabalho com a produção dos programas é parte muito importante do tratamento. Com ele dá-se a mudança de imagem da loucura?, afirma Cláudia Corbisier, coordenadora do projeto, que já produziu 17 programas, exibidos no Canal Comunitário da Net e no Canal Saúde.

O lançamento de ontem, em que trabalharam oito pacientes, inclui clipe musical do conjunto Cancioneiros do Ipub, formado por pessoas atendidas no Instituto de Psiquiatria da Universidade do Brasil (atual Universidade Federal do Rio de Janeiro), esquetes de ação e um quadro chamado Repórter por um dia. ?Queremos integrar os freqüentadores do Pinel, mostrando que, apesar de diferentes, eles não devem ser tratados com desigualdade. São produtivos e criativos?, diz Valter Filé, que coordenou a produção do programa."

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem