Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

New York vendida por US$ 55 milhões

Por lgarcia em 23/12/2003 na edição 256

TELETIPO

O investidor Bruce Wasserstein surpreendeu o mercado de mídia americano ao sair vencedor do leilão da revista New York, com um lance de US$ 55 milhões. A expectativa era de que um grupo liderado por Mortimer Zuckerman, dono das publicações New York Daily News e U. S. News & World Report, fechasse negócio por US$ 45 milhões. Ele ainda tentou cobrir a oferta de Wasserstein, mas a resposta da Primedia, a atual proprietária, foi negativa. Apesar de ser uma difícil missão recuperar a New York, que deu apenas US$ 1 milhão de lucro no ano passado, ser dono dela é algo que garante muito status. Lançada em 1968 por remanescentes do jornal New York Herald Tribune, a New York deu impulso às carreiras de nomes como Tom Wolfe e Jimmy Breslin. Mesmo tendo de disputar com concorrentes como Time Out New York um setor do mercado que já foi só dela, a revista segue sendo modelo no segmento "urbano", misturando, com toques literários, cobertura política e cultural, dicas de consumo e de entretenimento. Informações do New York Times [17/12/03].

A biografia da soldado americana Jessica Lynch, I am a soldier, too ("Também sou uma soldado", tradução livre), feita prisioneira pelas forças do Iraque quando participava da invasão do país, está vendendo menos que o esperado. Após quatro semanas, o livro está fora da lista de mais vendidos do New York Times e, segundo a consultoria Nielsen Bookscan, que monitora 70% do mercado americano, somente 57 mil exemplares teriam sido comprados. A editora Alfred J. Knopf devia estar confiante num desempenho melhor, pois pagou adiantado US$ 1 milhão à militar e ao autor Rick Bragg. Segundo o New York Daily News [19/12/03], a tiragem inicial foi de 500 mil exemplares. O vice-presidente sênior da Alfred J. Knopf, Paul Bogaards, no entanto não dá o braço a torcer: "Teremos vendido 125 mil cópias, talvez 135 mil até o fim do ano". Ele completa que a obra estará entre as 25 obras de não-ficção mais vendidas em 2003 nos EUA.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem