Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

PRIMEIRAS EDIçõES > THE WASHINGTON POST

Notícias desprezadas

Por lgarcia em 16/10/2002 na edição 194

THE WASHINGTON POST

No dia 27/9, o senador democrata Edward Kennedy proferiu palestra na Johns Hopkins School of Advanced International Studies, questionando o provável ataque americano contra o Iraque. O discurso ganhou as primeiras páginas de jornais e foi mostrado na televisão. "Recorrer à guerra não é a única ou a melhor ação da América nesta conjuntura", defendeu Kennedy. "Existem alternativas realistas entre fazer nada e declarar guerra imediata e unilateral."

No dia seguinte, conta o ombudsman Michael Getler [6/10/02], o Washington Post dedicou uma única linha ao acontecimento, escondida no meio de uma matéria baseada na entrevista com Thomas Daschle, líder da maioria no Congresso. Vários leitores ligaram ou escreveram para reclamar que o jornal não cobriu o assunto. Ironicamente, nota o ombudsman, Kennedy usou no discurso os depoimentos de generais aposentados de alta patente ao Comitê das Forças Armadas do Senado americano ? audiências que não foram cobertas pelo Post.

Getler concorda com os leitores que se queixam do jornal não dar a devida atenção a eventos como este. Ele acha que o Post tem feito um bom trabalho ao cobrir a opinião do governo americano, além de boas histórias sobre a oposição, mas muitas outras que fazem parte do debate sobre uma possível nova guerra merecem mais que uma linha.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem