Quinta-feira, 21 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Novo Paradigma Investigando flores na lama

Por Geraldinho Vieira em 05/07/1997 na edição 25

É possível fazer “jornalismo investigativo” que não seja necessariamente sinônimo de um festival de denúncias ? Parece que sim.

Ou pelo menos é isto o que revelam as duas edições da Pesquisa ANDI – A Infância na Mídia, realizadas nos primeiro e segundo trimestres deste ano. A Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) computou a produção diária de 54 jornais das capitais brasileiras buscando observar se a imprensa ainda está apenas atraída pela catástrofe social ou se há espaço para o que a Agência decidiu “retrancar” como Busca de Soluções.

O resultado (veja quadro) mostra nítido crescimento do espaço dedicado pelos jornais a matérias que contribuem para uma visão dos projetos bem sucedidos no combate aos problemas que atingem crianças e jovens em situação social de risco.

A ANDI percebe que a temática da infância está, aos poucos, trazendo uma contribuição fundamental para o exercício da profissão: pode-se estar inaugurando um novo paradigma jornalístico, que sem exagero podemos batizar como “investigação de soluções”. Vale destacar o óbvio: o jornalismo que implica em refletir sobre as “soluções sociais” compreende também o debate entre diferentes opiniões técnicas, a voz das próprias crianças e adolescentes e as pesquisas de campo.

Mesmo as grandes denúncias, quando acompanhadas de um mínimo de reflexão (que seja aquele pequeno box no pé da página) sobre o que se está fazendo para minimizar os efeitos do quadro social investigado, são igualmente o exercício de um jornalismo que não se contenta com o bombardeio.

O que chamamos “investigação de soluções” talvez seja uma das formas menos visíveis de se cumprir o velho preceito ético onde a lei é “ouvir os dois lados”. Afinal, a realidade, ou a verdade, nunca é feita apenas do aspecto catastrófico.

Em março do ano que vem, uma importante premiação estará reconhecendo os esforços dos profissionais que buscam soluções: estão abertas as inscrições para o Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, que aposta exatamente em matérias que contribuam para a reflexão sobre as soluções dos problemas que hoje jogam à sorte (?) das ruas, à miséria, à fome e ao analfabetismo milhões de crianças e jovens brasileiros.

O regulamento do Grande Prêmio está disponível em http://www2.uol.com.br/andi

(*) Geraldinho Vieira é jornalista e diretor-executivo da ANDI – Agência de Notícias dos Direitos da Infância (061) 322-6508

Quadro 1


Comparação quantitativa entre o primeiro e o segundo trimestres de 1997 para matérias consideradas como Busca de Soluções.

Todos os comentários

Siga o Observatório da Imprensa
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Termos de Uso
x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem