Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > positivos

O espaço das candidaturas na imprensa diária

Por lgarcia em 01/01/2003 na edição 205

COBERTURA ELEITORAL

Alexandre Martins (*)

A candidatura de José Serra foi a que teve maior destaque na imprensa brasileira durante os seis primeiros meses de cobertura das eleições presidenciais de 2002. Essa constatação feita pelo IBEC foi possível a partir de uma pesquisa iniciada em 1? de janeiro deste ano eleitoral, com a análise dos conteúdos de 12 dos mais influentes veículos da mídia impressa e tudo o que se publicou a respeito do tema "Eleições".

O IBEC apurou que a candidatura Serra ocupou 42% de todo o espaço que a imprensa dedicou à cobertura, contra 31% da candidatura Lula, 15% para Ciro Gomes e 12% para Anthony Garotinho. Por isso o candidato tucano também foi o mais atacado pelos adversários, no mesmo período, tendo a imprensa como palco desse confronto.

A vantagem da candidatura tucana deveu-se ao fato de que Serra esteve, até o primeiro trimestre deste ano, no cargo de ministro da Saúde, o que lhe rendeu grande projeção nos periódicos.

Centímetros quadrados positivos
e negativos por
candidatura

Na forma de gráfico, a tabela com os índices positivos
e negativos fica assim representada:

Mesmo que tenha havido uma distribuição de espaço (em centímetros quadrados) desproporcional entre os noticiários a respeito de cada candidatura, todos os presidenciáveis tiveram suas matérias localizadas num mesmo espaço editorial. Ou seja, em páginas nobres dos primeiros cadernos e/ou primeiras páginas. Isso pode ser observado na próxima tabela, na qual os centímetros quadrados recebem ponderações e se tornam centímetros ponderados.

Lula é o maior beneficiário dos jornais, pois, com a ponderação, a exposição positiva sobre sua candidatura aumenta e a negativa, diminui. No caso de Garotinho, sua imagem positiva diminui em 1% e a negativa aumenta em 2%. Serra e Ciro não têm variações.

Isso significa que Lula recebeu tratamento diferenciado da imprensa no que diz respeito à edição de matérias. Noticiários a respeito de sua candidatura ocuparam topo de página; foram, por exemplo, editados nas páginas 4 ou 5 dos primeiros cadernos mais vezes do que os demais candidatos, entre outras vantagens quase imperceptíveis.

Centímetros ponderados
positivos
e negativos
por candidatura

Na forma de gráfico:

(*) Jornalista, diretor de pesquisas do IBEC

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem