Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > JOÃO BOSCO LODI (1934-2002)

O filósofo que consertava empresas

Por lgarcia em 01/01/2003 na edição 205

JOÃO BOSCO LODI (1934-2002)

Dono de uma sólida cultura filosófica e teológica (formou-se em Roma), tornou-se professor da FGV, administrador de empresas e reorganizou importantes empresas jornalísticas. Na qualidade de consultor ou diretor trabalhou na Editora Abril, Rede Globo, O Estado de S.Paulo e RBS. Tornou-se um dos poucos especialistas na matéria e, nesta condição, participou do seminário fundador do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo, Labjor (Campinas, abril de 1994), onde foi concebido este Observatório.

Sua intervenção naquele evento, deu-se no painel "O jornalismo brasileiro visto pelos consultores". Alguns trechos:



"(…) Não me lembro de ter visto, no Brasil, empresas como o Le Monde, dirigida por sócios jornalistas e profissionais da área. (…) Todas as empresas de comunicação brasileiras são familiares e além disso, em alguns casos, a geração fundadora já passou ou está na faixa dos 70 a 88 anos. (…) A pulverização do controle acionário traz, para a direção, um número de membros cada vez maior ? o que constitui um sério problema administrativo. (…)"


João Bosco Lodi teria muito o que fazer na atual conjuntura empresarial da comunicação no Brasil. (A.D.)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem