Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > ENTREVISTA / DANIEL OKRENT

O primeiro ombudsman do NY Times

Por lgarcia em 30/12/2003 na edição 257

ENTREVISTA / DANIEL OKRENT

Seth Mnookin [Newsweek, 29/12/03]

Há apenas alguns meses, Daniel Okrent tinha uma vida relativamente sem estresse. Então, ele, jornalista de longa data, foi empurrado para ser o primeiro editor público do New York Times, posição criada em meio aos escândalos de plágio e de administração.

– Ombudsman não são novidade. Serão algo diferente no Times?

"Todos os outros ombudsman com que conversei disseram que sim. O Times é algo muito central à vida pública americana. As pessoas têm um sentimento intenso pelo jornal. Agora o sentimento pode não estar muito quente, mas está aí".

– É seu primeiro trabalho num jornal diário.

"Claro, mas o lado bom disso é que a ausência de experiência em jornal diário me permite fazer algumas perguntas tontas que algumas pessoas trabalhando aqui provavelmente não fariam".

– Este não é um trabalho para quem quer fazer amigos.

"Eu disse a um amigo que farei um monte de novos inimigos neste cargo, e ele respondeu: ?Isto é bom. Seus inimigos antigos já estavam ficando chatos?."

– Quantos e-mails você recebeu após sua primeira coluna?

"Mil e trezentos. Nas primeiras 48 horas".

– E quantas dessas pessoas estavam zangadas porque disse que odiava os Yankees (time de beisebol)?

"Umas 100. E recebi um monte de e-mails de pessoas que supuseram que eu fosse torcedor dos Red Sox. Torço para os Cubs". [Tradução: Dennis Barbosa]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem