Domingo, 20 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > THE WASHINGTON POST

Outra vez o jornal de domingo

Por lgarcia em 27/06/2001 na edição 127

THE WASHINGTON POST

Depois de falar sobre a edição de domingo do Washington Post em sua coluna de 27 de maio, o ombudsman do jornal Michael Getler [The Washington Post, 17/6/01] afirmou ter recebido mais de 100 e-mails de leitores, do 1 milhão que recebe ou compra o jornal no domingo. Segundo Getler, todas as mensagens foram encaminhadas aos editores responsáveis.

Muitos gostam de seu jornal. "Aprecio o Post pelo que é", disse um. "Vocês fazem um trabalho e tanto. Continuem assim", disse outro. Mas nem tudo foram flores. Como era de se esperar, um grande número de mensagens teve um tom crítico.

Alguns leitores descreveram a edição de domingo como "inferior ao jornal diário… em declínio lento… muito enfeite e pouco conteúdo legível". "Amo o Post de domingo, mas é entediante", disse outro leitor.

As seções mais criticadas foram as de estilo, arte, viagem, a revista de domingo, o caderno literário e o de negócios. Em geral, os leitores expressaram uma decepção que contribuiu para que passassem cada vez menos tempo com o jornal em mãos. Muitos leitores compararam a edição de domingo do Post com a do New York Times, afirmando que o primeiro sofre de defasagem frente ao segundo. Segundo Getler, o Times de domingo é um desafio a qualquer concorrente de qualquer cidade grande.

Em geral, o leitor pediu mais furos e mais profundidade e análise nas reportagens; menos brincadeiras e trocadilhos e mais conteúdo. Alguns também solicitaram vozes jovens, não-oficiais e menos previsíveis na seção de opinião.

    
    
                     

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem