Sábado, 19 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

PRIMEIRAS EDIçõES > CASA DOS ARTISTAS

Paulo Ricardo Moreira

Por lgarcia em 05/12/2001 na edição 150

CASA DOS ARTISTAS

"De olho no ‘Big Brother Brasil’", copyright O Globo, 2/12/01

"Uma campanha multimídia dará hoje a partida no projeto ‘Big brother Brasil’, programa que está sendo produzido pela Rede Globo e que tem estréia prevista para o primeiro trimestre de 2002. O lançamento do reality show , em que 12 anônimos vão conviver até 85 dias numa casa monitorada por câmeras, será feito em outdoors no Rio e em São Paulo, em spots nas rádios e no programa ‘Fantástico’ desta noite, procurando mobilizar as pessoas a participarem do programa. Cupons de inscrição estão encartados nas edições de hoje dos jornais O GLOBO, ‘Extra’ e ‘Diário de S.Paulo’. Na internet, no endereço www.globo.com/bbb, os internautas poderão preencher um formulário.

Os candidatos a dividir o mesmo teto com mais 11 pessoas e a ter sua privacidade invadida pelas câmeras 24 horas por dia terão que responder a duas perguntas do cupom ou formulário: ‘Por que eu quero participar?’ e ‘Por que mereço participar?’. Ter entre 21 e 45 anos, boa saúde e equilíbrio emocional são requisitos básicos para quem deseja participar do game. As inscrições estarão abertas até o dia 30 de dezembro e também poderão ser feitas por carta para a Caixa Postal 34023, CEP: 22460-970.

Seleção de candidatos terminará em janeiro

Os 12 participantes de ‘Big brother Brasil’ – seis homens e seis mulheres – serão escolhidos em meados de janeiro e vão concorrer a um prêmio que não será inferior a R$ 500 mil para o vencedor. O segundo colocado também receberá uma bolada em dinheiro, cujo valor ainda não foi definido. Na primeira fase de seleção, a produção do programa escolherá cerca de 50 pessoas, aquelas que derem as melhores respostas para as duas perguntas. Numa segunda etapa, os candidatos passarão por uma bateria de testes, reduzindo o grupo para 36 pessoas. Em seguida, elas vão fazer exames físicos e psicológicos, já que no programa serão submetidas a situações de pressão, chegando aos 12 concorrentes.

‘Big brother Brasil’ será o primeiro programa multimídia do país. Na TV Globo, ele será exibido diariamente em flashes de 15 minutos em horário nobre e terá uma edição mais longa, de 1 hora de duração, provavelmente aos domingos. O canal Multishow transmitirá todos os dias os melhores momentos em horário a ser definido. Nos canais pay-per-view das operadoras Net e Sky, o público poderá acompanhar o movimento dos 12 participantes 24 horas por dia. O mesmo acontecerá no site da Globo.com, que além de disponibilizar imagens trará informações sobre o grupo. As rádios do Sistema Globo de R&aaacute;dio e as afiliadas também veicularão pílulas diárias, com notícias sobre o que está acontecendo na casa. Além disso, serão feitas promoções em jornais e revistas para sortear um leitor, que poderá conhecer os participantes, a casa e assistir ao programa de pertinho.

A TV Globo adquiriu este ano os direitos de ‘Big brother’ da empresa holandesa Endemol Entertainment, considerada a maior produtora de games do mundo, com cerca de 400 títulos em seu catálogo. Em agosto passado, a emissora se associou aos holandeses, formando a Endemol Globo, cujo objetivo é criar programas para TVs abertas e fechadas e vendê-los para o mercado internacional.

No ano passado, o reality show chegou a ser oferecido pelos holandeses ao SBT, que acabou não fechando contrato. No entanto, os representantes da emissora de Silvio Santos assinaram um acordo em que se comprometiam a não usar as informações a que tiveram acesso sobre o programa. Mas, em 28 de outubro, o SBT estreou o programa ‘Casa dos artistas’, cujo formato é idêntico ao do game holandês. A TV Globo entrou com uma ação na Justiça contra a emissora paulista, acusando-a de plagiar o ‘Big brother’, cujos direitos lhe pertencem. A Endemol também está processando a emissora paulista na Holanda.

Nome do programa foi inspirado em livro

A realização de ‘Big brother Brasil’, que terá direção geral de Luiz Gleiser, obedecerá aos padrões do original holandês. Dois diretores artísticos da Endemol estão no Rio acompanhando as obras da casa no Projac e dando consultoria à equipe de produção. Na maioria dos países onde foi exibido, o programa teve mantido o título original, mas houve exceções como na Espanha, onde se chamou ‘Gran hermano’. Aqui, a TV Globo preferiu não traduzir o nome, mas acrescentou-lhe a legenda ‘Brasil’. Uma curiosidade: o título ‘Big brother’ foi tirado do romance ‘1984’, de George Orwell, em que as pessoas comuns tinham suas vidas controladas por câmeras de televisão.

Enquanto a TV Globo prepara o ‘Big brother’, o primeiro reality show da emissora, o ‘No limite III’, que vai ao ar após o ‘Fantástico’, mostrará hoje os participantes jogando cada um por si. Uma das provas valerá a imunidade no portal."

"Globo vai contra atacar com ‘Big Brother’", copyright O Estado de S. Paulo, 2/12/01

"Apesar de Casa dos Artistas ter registrado 40 pontos do Ibope no último domingo, a emissora não pretende mudar o estilo do Fantástico, que continua mantendo bom desempenho comercial

Mesmo com as sucessivas surras que a Globo tem levado do programa Casa dos Artistas, do SBT, aos domingos, a emissora garante que manterá sua programação dominical, sem grandes alterações.

Alguma reação seria normal:dia 25,domingo, o programa do SBT registrou média de 40 pontos de audiência. O Fantástico registrou 22 pontos.

Segundo a Central Globo de Comunicação, a emissora não vai popularizar o Fantástico, nem alterar sua programação.

De acordo com a assessoria de imprensa, os diretores da emissora decidiram, depois de uma reunião na última terça-feira, manter as fórmulas dos programas. Para a rede, a febre pela série do SBT é passageira.

Apesar disso, a emissora está apostando no mesmo tipo de atração: a Globo vai lançar uma nova versão de Big Brother. A emissora dos Marinhos prepara, no maior clima de suspense, o lançamento do reality show para janeiro. Corre nos bastidores a informação de que a atração será exibida aos domingos, sob o comando do diretor Luiz Gleiser.

Comercial – Apesar da animação do departamento comercial da Globo com o Big Brother, a emissora ainda acredita na força do Fantástico.

Para o superintendente comercial, Octávio Florisbal, o faturamento da atração continua inalterado, graças à credibilidade do Fantástico. ‘O programa é uma vitrine para o lançamento de campanhas publicitárias e não acredito que isso irá mudar’, diz Florisbal. Ele acredita também no sucesso do Big Brother. ‘Fomos pegos de surpresa pela concorrência, uma vez que a propriedade intelectual da atração foi adquirida por nós’, diz. Enquanto se prepara para contra atacar, a Globo mantém a guerra fora das telas: o departamento jurídico da emissora continua tentando, na Justiça, tirar Casa dos Artistas do ar."

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem