Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > DAVID LETTERMAN

Paulo Ricardo Moreira

Por lgarcia em 20/01/2001 na edição 105

QUALIDADE NA TV

NO LIMITE 2

"’No limite’ será gravado em região de difícil acesso de Mato Grosso", copyright O Globo, 16/01//01

"A segunda edição de ‘No limite’ trocou a praia pelo mato. Com estréia marcada para o próximo dia 28, após o ‘Fantástico’, o programa será gravado a partir da semana que vem numa área de cinco mil hectares, batizada de Chapada dos Ventos, que fica entre Cuiabá e a Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso. A Rede Globo apresentou ontem as novidades da atração, que terá direção-geral de Fernando Gueiros e apresentação de Zeca Camargo. Os 12 participantes enfrentarão, além das cobras que são comuns na região, provas físicas, de habilidade e de raciocínio, totalmente diferentes das disputadas na primeira edição.

– As tarefas foram adaptadas ao ambiente. Existem elevações, mata fechada e rios que nos inspiraram na criação dos testes – contou Fernando Gueiros.

Para evitar o vazamento de informações, os primeiros participantes que forem excluídos só deixarão a região depois que o episódio da eliminação, agora no Portal dos Ventos, for ao ar. Os quatro últimos concorrentes ficarão no local até a exibição da final, dia 25 de março, que poderá ser gravada no dia da exibição ou mesmo entrar ao vivo.

– Podemos bolar provas que durem os 40 minutos do programa. É uma possibilidade – admitiu Zeca Camargo.

Todos os membros da equipe de produção estão proibidos de falar com os participantes e assinaram um termo no qual se comprometem a manter sigilo, sob pena de sofrerem uma pesada multa.

– A locação fica numa fazenda particular, cuja área é de difícil acesso, pois há uma represa, que está em fase de inundação por causa das chuvas. Tudo será feito para mantermos o resultado em segredo – disse Gueiros.

Dos 12 participantes, apenas um foi selecionado entre os mais de 40 mil que se inscreveram pela Internet: o professor Antero, que mora em Fortaleza. Os demais foram escolhidos pela produção após mais de 300 entrevistas. Assim como na primeira edição, eles serão divididos em dois grupos: os araras vermelhas e os lobos-guarás (veja abaixo as equipes). Todos os participantes ganharão um carro. Do segundo eliminado em diante, eles terão direito a um prêmio em dinheiro, num total de R$ 468 mil distribuídos até o fim do programa. Além do automóvel, o vencedor receberá R$ 300 mil.

– Procuramos pessoas diferentes, com possibilidades de interação com as outras. O mais difícil não são as tarefas, mas a convivência entre eles. É imprevisível – afirmou Zeca Camargo.

Cada concorrente ganhará um kit de alimentação, elaborado pela nutricionista Cláudia Lima. A dieta prevê 600 calorias/dia por participante. Além da comida racionada, eles receberão camisinhas, filtro solar, remédios, curativos, boné etc. A novidade do pacote será a inclusão de pares de botas, para se protegerem contra mordidas de cobras, e capas de chuva, já que está chovendo muito na região. Todos foram vacinados contra tétano e hepatite B.

– Se eles não prestarem a atenção, os lobos podem comer suas comidas. Será mais um elemento de tensão – disse Zeca Camargo, acrescentando que haverá uma prova ainda mais exótica do que comer olhos de cabra para testar o paladar dos participantes. – Não será nada saboroso.

‘No limite’ não será exibido no domingo de Carnaval. Em seu lugar, entrará um boletim, com um resumo dos quatro primeiros programas. Segundo Fernando Gueiros, os episódios pós-carnaval serão bem diferentes, com nova dinâmica na eliminação dos concorrentes. No site do programa, será criado um jogo interativo para os internautas."

"’No limite’ ganha uma nova versão", copyright Jornal do Brasil, 16/01//01

"Em vez da Praia dos Anjos, a Chapa dos Ventos. No lugar das equipes Sol e Lua, as Araras Vermelhas e os Lobos Guarás. A Globo divulgou ontem os detalhes da segunda edição de No limite, que irá ao ar a partir do dia 28. Os 12 novos candidatos ao prêmio de R$ 300 mil e à notoriedade nacional competirão num terreno à beira de uma represa, em Mato Grosso. Dessa vez, a maior preocupação da direção do programa é garantir o segredo em torno dos participantes eliminados a cada semana e sobre o vencedor.

”A locação foi escolhida em função do difícil acesso”, diz Fernando Gueiros, novo diretor geral do No limite. As gravações serão numa fazenda que está sendo inundada pela construção de uma barragem. O terreno, cedido pelo proprietário, conta com perigos como cobras venenosas e alguns lobos na região. ”Teremos 12 médicos de prontidão, que contarão com soro antiofídico. Os lobos não são tão perigosos, pois só atacam se forem ameaçados. Mas eles serão interessantes há noite, já que poderão roubar a comida das equipes”, conta Gueiros.

Ainda para manter o sigilo sobre o andamento da competição, os candidatos eliminados só poderão ir para casa depois que suas saídas forem mostradas no ar. Além disso, o tempo de espera para a exibição do corte dos participantes. As cenas serão apresentadas na mesma semana em que forem gravadas. A duração será maior, com edições de 40 minutos, que irão ao ar aos domingos por dois meses – sendo que no carnaval haverá boletins informativos no lugar do programa. O vencedor será revelado no dia 25 de março.

A escolha dos novos participantes seguiu a mesma fórmula da primeira versão, com convites da equipe da produção, entrevistas e avaliações físicas e psicológicas. ”Quando chamávamos alguém para um programa propondo que ficasse dois meses fora de casa, as pessoas logo perguntavam se era para No limite. Por isso tivemos que ter cuidado na filtragem. Todos queriam participar pela fama ou pelo dinheiro”, conta Zeca Camargo, que continuará na apresentação.

”Dessa vez estamos com uma maior representação do país. Na primeira versão só tínhamos quatro estados com candidatos. Agora são oito”, diz Zeca. A equipe Araras Vermelhas contará com Rosa, dona de casa mineira, de 42 anos; Sonia, vendedora ambulante de São Paulo, 34; Léo, estudante goiano, 23; a pernambucana Roberta, relações públicas, 25; o açougueiro mineiro Danilo, 21, considerado o mais engraçado por Zeca Camargo; e o músico carioca Dadá, de 18.

No Lobos Guarás estão o professor de ginástica Sávio, de Curitiba, 25; Antero, do Ceará, professor, 44, único escolhido pela inscrição pela internet; Eliane, representante comercial curitibana, 30; a programadora Lhitts, de Brasília, 23; O pernambucano Leon, recreador, 25; e a vendedora paulista Cristina, 27 anos."

DAVID LETTERMAN

"David Letterman volta à TV paga brasileira", copyright Folha de S. Paulo, 13/01//01

"Fora do ar no Brasil desde novembro, quando o canal Superstation -que o exibia- virou National Geographic Channel, o conceituado ‘talk show’ norte-americano ‘Late Show with David Letterman’ volta à TV paga brasileira no próximo dia 5.

O programa de entrevistas da rede CBS será exibido pelo canal GNT, da Globosat, veiculado pelas operadoras Net e Sky. Diário, irá ao ar às 23h30, 24h após a exibição nos EUA, com legendas.

Considerado o mais prestigiado ‘talk show’ da TV americana, o programa de David Letterman inspirou Jô Soares. Sua saída temporária do ar, com a extinção do Superstation, gerou protestos de assinantes da Net.

O canal GNT fechou contrato com a CBS para exibir o programa por dois anos. O canal, no entanto, não se interessou pelo similar de Jay Leno, que também era exibido pelo Superstation, mas admite que poderá exibi-lo no segundo semestre deste ano.

Entre as novidades do GNT também estão dois documentários nacionais. Em abril, o canal deverá exibir ‘Casa-Grande & Senzala’, do cineasta Nelson Pereira dos Santos. Na metade do ano, irá ao ar um documentário sobre o velejador Amir Klink."

Volta ao índice

Qualidade na TV – próximo bloco

Qualidade na TV – bloco anterior

Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem