Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

PRIMEIRAS EDIçõES > THE WASHINGTON POST

Pequenas grandes reclamações

Por lgarcia em 03/07/2002 na edição 179

THE WASHINGTON POST

Em coluna de 23/6, o ombudsman do Washington Post, Michael Getler, destaca algumas reclamações de leitores que, no fim das contas, não apontam grandes problemas, mas que "valem ser notadas porque mostram como decisões ou não-decisões em questões aparentemente pequenas afetam o modo como as pessoas vêem o jornal".

Houve, por exemplo, queixas contra o título que o diário deu à matéria da vitória da seleção americana sobre o México na Copa do Mundo ? "Os gringos fizeram de novo". O uso da palavra "gringo" seria racista e pejorativo. "Sim e não", raciocina Getler. "Poderia ser. Mas isto parece mais ser um lamento frustrado que captura o linguajar amplamente utilizado por uma população abalada."

Em 15/6, reportagem de Dana Milbank comentou que, em cerimônia de formatura na Universidade do Estado de Ohio, um discurso do presidente George W. Bush foi aplaudido de pé por 55 mil pessoas, contrastando com as vaias que recebera um ano antes na Universidade Yale. Um grupo de observadores de mídia chamado FAIR mobilizou seus integrantes, que enviaram cerca de mil e-mails questionando por que o jornal estaria escondendo a existência de oposição a Bush. Eles citaram artigo, também de 15/6, do Columbus Dispatch, que relatava que os graduandos haviam sido alertados de que, caso voltassem as costas para o presidente durante seu discurso como havia rumores de que aconteceria, poderiam ser presos. Também mencionaram nota da AP, de 14/6, que dizia que os estudantes, à medida que entravam no estádio em que se realizaria a cerimônia, eram avisados de que todos os oradores da universidade merecem respeito e que, aqueles que importunassem, seriam expulsos ou detidos.

Getler admite que seria bom que alguma dessas informações tivesse sido citada por Dana, mas informa que a repórter estava acompanhando a comitiva do presidente, o que tornou impossível a averiguação de tais fatos. Além disso, o ombudsman informa que ambas as fontes citadas pela FAIR publicaram mais tarde novo material explicando que os acontecimentos não ocorreram exatamente da maneira anteriormente descrita e que as manifestações de oposição ao presidente não foram tão significativas.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem